Já tem alguns anos que a internet tem ajudado muitas pessoas a estudar pela rede, e até fazer faculdade EAD.

O recurso digital de aprendizado possui entre suas vantagens o baixo custo, tanto para quem está ofertando o curso, como para quem vai se matricular.

Algumas considerações precisam ser avaliadas antes de fazer a sua escolha, nem todo curso que é barato terá menos reconhecimento no mercado ou menos qualidade, e nem todo curso caro será ideal para o seu perfil.

Para quem deseja aprender novas profissões, ou se especializar em alguma área pode contar com muita coisa boa e grátis na internet.

Vamos para as nossas 5 dicas

1. Escolhendo a área de atuação

Seja uma graduação ou curso de idiomas, o primeiro passo é se conhecer, saber o que estar buscando e aonde quer chegar com aquele diploma na mão.

Estudar a distância não é fácil, nem mais simples como muita gente pensa, dependendo do curso e da instituição, as aulas podem não prender a atenção ou não combinarem com a sua dinâmica e o seu tempo.

Por isso o primeiro passo será saber qual o seu perfil pessoal e como você gerencia o seu tempo.

O segundo passo é definir bem o que está procurando e o que está te motivando, se quer apenas agregar um conhecimento a sua formação em busca de um salário melhor, ou pretende mudar de profissão.

Isso é necessário para não perder tempo com um curso que não vai te levar ao objetivo.

2. Verifique se o curso oferece certificado, diploma e reconhecimento do MEC

Para quem vai fazer uma graduação ou pós-graduação precisa pesquisar, antes de mais nada, se a instituição tem aprovação do MEC.

Anúncios


Nos últimos anos a quantidade de faculdades particulares cresceu muito e para uma instituição ofertar um curso ela não precisa ser reconhecida, pode ter iniciado um processo junto ao órgão nacional, mas que ainda não foi concluído, e se você chegar ao final dele sem esse reconhecimento, seu diploma não terá validade.

Na internet você vai encontrar milhares de instituições desse tipo, esteja atento e pesquise.

Se você quer fazer um curso de culinária, ou fotografia apenas por hobby, tudo bem, mas se deseja atuar no mercado de trabalho ou colocar como atividade complementar a sua faculdade, fique atento a origem do curso, ao profissional que ministra as aulas, e se o curso possui certificado.

Existem algumas ferramentas de curso online, onde qualquer pessoa pode criar um curso e vender como sendo profissional, mas além de não oferecer um certificado, o palestrante não é mestre, apenas alguém que detém um bom conhecimento sobre uma certa área, e está compartilhando com mais pessoas por algum valor significativo.

3. Cuidado com anúncio de “Curso Grátis”

Mesmo sendo grátis se não estiver de acordo com o seu objetivo, você sai perdendo. Não se esqueça que tempo é dinheiro!

Alguns cursos ofertados como gratuitos possuem uma amostra grátis, onde você tem acesso a algumas aulas com uma parte do curso, para aprender tudo que é necessário ou a cereja do bolo como eles costumam dizer, é preciso pagar por essa etapa.

Outros são totalmente gratuitos, você paga apenas pelo certificado, esses são os cursos de gratuitos de Harvard que você encontra pessoas falando a respeito na internet.

Com esse formato existem muitos empreendedores do ensino digital trabalhando pela rede.

Se você quer fazer um curso totalmente grátis eles existem e são bons, pesquise antes de se matricular ou iniciar para não perder suas horas preciosas.

4. Analise o conteúdo antes de começar

Outra coisa muito importante é escolher a grade curricular, para não se matricular achando que vai obter um conhecimento específico e acabar ficando sem o conteúdo.

Ou caindo em coisas que você já domina como por exemplo um curso de idiomas que você possui alguma familiaridade. Não são todos que oferecem um teste de nível e você pode perder 6 meses com assuntos dos quais já domina, até avançar para o que realmente precisava aprender.

5. Dinâmica das aulas

Nossa última dica talvez seja a mais importante pro seu êxito. A dinâmica das aulas, vão influenciar na sua aprendizagem, quem faz curso extra curricular ou faculdade, pretende adquirir conhecimentos reais para aplicar numa profissão, ou mesmo num hobby, isso não é que nem na escola que alguns só estudam pra passar de ano.

Se você não é uma pessoa que gosta muito de ler, ou seu tempo não te permite, verifique se a aprendizagem do curso vai depender mais de vídeo aulas ou muita leitura.

Aulas ao vivo, ou gravada?

Para quem trabalha ou possui outras funções o melhor pra conciliar o tempo serão aulas gravadas que possam ser vistas em qualquer horário.

Atividades práticas podem ser exigidas e precisam estar dentro do seu planejamento para se dedicar ao curso.

Por fim a duração das aulas e do curso precisam ser bem avaliadas, não da pra aprender medicina em 2 anos e meio, claro que isso é só um exemplo, mas fique ligado a esse tipo de situação, assuntos abrangentes com promessa rápida devem ter algo de errado.