Com certeza você lembra dos testes vocacionais tão comuns no seu tempo de colegial ou mesmo do ensino fundamental ou médio.

Era tarefa escolar parar alguns minutos para prestar este teste que apontaria qual carreira seguir ou qual vestibular prestar.

Era um tempo que não voltará jamais.

Escolher, mesmo que de forma não tão acertada, o rumo a seguir pela aptidão ou pelo simples gostar.

Hoje, muitos usam uma forma diferente para definir sua profissão do futuro ou mesmo quando já estão atuando em uma profissão e pretendem mudar de área.

E uma destas escolhas é feita através de pesquisas ou levantamentos que apontam as melhores profissões para se trabalhar.

É a tradicional lista das “profissões do futuro”.

Certo ou errado, isso nunca esteve mais em voga do que nos tempos atuais, de pandemia e de muitas incertezas em relação ao futuro.

O que você pensa a respeito?

Se você também está nesta encruzilhada e quer saber quais profissões ou setores vão estar em alta neste novo mundo, após a pandemia, neste novo normal, confira esta lista que preparamos para você.

O levantamento tem a assinatura do LinkedIn, que é referência quando o assunto é mercado de trabalho e carreira. Bora para a lista?

Anúncios


 

 

Conheça o levantamento feito pelo LinkedIn sobre o mercado de trabalho

 

O LinkedIn apontou 15 setores do mercado de trabalho que registraram maior crescimento no ano passado.

O levantamento considera dados entre abril e outubro de 2020, na comparação com o mesmo período de 2019.

Este levantamento dá um norte para o mercado de trabalho nos próximos meses. Ou, no caso, anos.

A plataforma acredita que esses setores devem seguir em ritmo de expansão em 2021.

Para você entender um pouco mais da profundidade deste levantamento, saiba que foram analisados mais de 15 mil cargos.

Os setores de tecnologia e saúde foram os mais beneficiados com a pandemia da covid-19.

 

1 – Médicos especializados

Em 2020, os profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) sofreram uma enorme pressão enquanto trabalhavam com pacientes ou casos da Covid-19.

Dos contratados para as funções médicas em 2020, de acordo com o LinkedIn, há casos com crescimento de 820%.

As contratações de enfermeiros de terapia intensiva, em particular, registraram um crescimento recorde de 820% em comparação a 2019.

 

Principais competências, conforme o LinkedIn: enfermagem em terapia intensiva, farmácia clínica, medicina, fisioterapia, terapia ocupacional e biologia.

 

Principais localidades de contratação: São Paulo, Porto Alegre, Rio e Belo Horizonte.

 

Cargos comuns: enfermeiro(a) de terapia intensiva, enfermeiro(a) de saúde pública, enfermeiro(a) de pronto-socorro, clínico geral, fisioterapeuta, farmacêutico(a), médico(a) e especialista clínico.

 

2 – Cargos em tecnologia

A tecnologia é uma das categorias de empregos que se mostrou à prova da pandemia.

O setor manteve um crescimento constante em 2020, sendo 20% dos cargos abertos como funções remotas.

A tecnologia gerou o maior número de vagas remotas das 15 categorias de empregos em alta, segundo o LinkedIn.

 

Principais competências: Git, Unity, JavaScript, React.js, Scrum, design de experiência do usuário (UED), SQL, design de interface do usuário e Cascading Style Sheets (CSS);

 

Principais localidades de contratação: São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Curitiba;

 

Cargos comuns: engenheiro(a) de software, desenvolvedor(a) de backend, desenvolvedor(a) de jogos, desenvolvedor(a) de frontend, consultor(a) de design de produto, designer de interface do usuário, desenvolvedor(a) de web e analista de segurança cibernética.

 

 

3 – Farmacêuticos e pesquisadores

Fomos um dos países mais impactados pela pandemia.

O lado bom disso, é que se investiu muito em projetos de pesquisa relacionados à Covid-19.

Instituto Butantan, IQVIA e PRA Health Sciences precisaram de muitos profissionais, e 73% destes cargos foram preenchidos por profissionais do sexo feminino.

 

Principais competências: monitoramento clínico, boas práticas clínicas (BPC), boas práticas de laboratório (BPL), pesquisa clínica, bioquímica, hematologia e 5S;

 

Principais localidades de contratação: São Paulo, Porto Alegre, Curitiba e Belo Horizonte;

 

Cargos comuns: Técnico(a) em medicina, cientista de laboratório médico e assistente de laboratório.

 

4 – Cargos em vendas e desenvolvimento de negócios

As constantes mudanças do ambiente de negócios requerem adaptação.

E isso foi fundamental para a sobrevivência e o crescimento das empresas ao longo de 2020.

A demanda por profissionais qualificados para orientar empresas e clientes a tomar decisões de investimento estratégico aumentou.

 

Principais competências: negociação, gestão comercial e de vendas, e-commerce, pré-vendas, planejamento de negócios e negociação.

 

Principais localidades de contratação: São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Rio.

 

Cargos comuns: especialista em vendas, gerente de vendas, assistente operacional de vendas.

 

5 – Especialistas em E-commerce

Não é segredo para ninguém que houve aumento na demanda online por produtos durante a pandemia.

Isso levou as empresas a contratarem milhares de profissionais especialistas em e-commerce.

Os cargos são os mais variados, seja para cargos de logística e marketing digital para levar os produtos até as mãos dos clientes.

As contratações para esses cargos aumentaram 43% em relação ao ano passado.

 

Principais competências: e-commerce, gerenciamento de logística e da cadeia de suprimentos, produtos SAP, operações de depósito, controle de estoque.

 

Principais localidades de contratação: São Paulo, Rio, Porto Alegre e Curitiba.

 

Cargos comuns: diretor(a) de cadeia de suprimentos, técnico(a) em logística, analista e operário de estoque, gerente e analista de e-commerce.

 

6 – Profissionais autônomos de conteúdo digital

O engajamento por vídeo e mídias sociais disparou durante a pandemia. Isso não é novidade nem aqui nem na China.

Muitos youtuber, influencers e podcasters aproveitaram essa oportunidade para divulgar seu conteúdo online.

As empresas tiveram de se adaptar à abordagem de negócios e contrataram coordenadores de conteúdo e editores de vídeo para estabelecer uma presença online mais forte.

Esta categoria teve um aumento nas contratações de 74% em 2020, e muitos redatores e editores fizeram uma transição para novas funções de conteúdo digital, como coordenadores de conteúdo.

 

Principais competências: experiência em podcasts, YouTube, marketing digital e edição de vídeos;

 

Principais localidades de contratação: São Paulo, Porto Alegre, Rio e Curitiba.

 

Cargos comuns: podcaster, YouTuber, coordenador(a) de conteúdo e editor(a) de vídeo.

 

7 – Especialistas em marketing digital

Com o consumo de conteúdo online aumentando a cada ano, cargos de gestão de mídias sociais e marketing digital também devem crescer.

Assistentes administrativos e jornalistas aproveitaram a oportunidade para fazer a transição para cargos de gerente de marketing de mídias sociais.

Com os orçamentos de marketing reduzidos devido à pandemia, também se notou aumento na demanda por alternativas inovadoras ao marketing tradicional, como especialista em desenvolvimento e produtor de conteúdo.

Essa categoria atraiu um grupo demográfico mais jovem, com idade média de 24 anos, e 60% do total das contratações de 2020 foram de mulheres.

 

Principais competências: marketing de influência digital, growth hacking, experiência de usuário (UX), mídias sociais, Search Engine Optimization (SEO);

 

Principais localidades de contratação: São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Rio e Belo Horizonte;

 

Cargos comuns: gerente de mídias sociais, especialista em estratégias de posicionamento, consultor(a) de marketing digital, produtor(a) de conteúdo e redator(a) para experiência do usuário.

 

8 – Profissionais de finanças

Com a turbulência na economia, isso só poderia ser benéfico para quem?

Com a incerteza no mercado financeiro, não é de se surpreender que a experiência dos profissionais financeiros.

Seja consultores e executivos, estes cargos foram muito procurados em 2020. Bancos, como o Itaú, responderam por grande parte das contratações ao lado de corretoras como a XP que também contrataram assessores financeiros.

 

Principais competências: serviços bancários, negociação, planejamento de negócios, investimentos, finanças corporativas, mercado de capitais e análise financeira;

 

Principais localidades de contratação: São Paulo, Porto Alegre, Florianópolis e Belo Horizonte;

 

Cargos comuns: diretor(a) financeiro(a), corretor(a) de ações, consultor(a) de serviços financeiros, contador(a), supervisor(a) de contas a receber e bancário(a).

 

9 – Telemarketing

As contratações no setor de telemarketing cresceram 67% em 2020 e atraíram a força de trabalho mais jovem do Brasil.

A idade média é de 21 anos, 61% dos contratados para estas funções possuem o título de bacharel.

Também registrou muitas transições de carreira, com pessoas migrando de cargos como caixa e vendedor para posições de telemarketing.

 

Principais competências: telemarketing, atendimento ao cliente, vendas, etiqueta ao telefone;

 

Principais localidades de contratação: São Paulo, Porto Alegre, Rio, Belo Horizonte e Curitiba.

 

Cargos comuns: representante de telemarketing, operador(a) de telemarketing e especialista em telemarketing.

 

10 – Cargos de apoio a saúde

O Sistema Único de Saúde (SUS) foi levado ao limite em 2020.

A notícia positiva, pelo menos para quem trabalha com saúde, é que isso se refletiu na demanda por profissionais de apoio à saúde qualificados.

Esta categoria teve um crescimento de 64% nas contratações.

É provável que esses cargos continuem em alta em 2021.

 

Principais competências: experiência em farmácia e com medicamentos, funções de recepcionista, atendimento ao paciente, análises clínicas e gestão de saúde;

 

Principais localidades de contratação: SP, Porto Alegre, Rio e BH.

 

Cargos comuns: assistente de farmácia, consultor(a) de saúde, gerente de operações clínicas, encarregado(a) médico(a), coordenador(a) médico, assistente de saúde.

 

11 – Serviços criativos

E aí, o que é isso? O que é um serviço criativo?

Pois é, o setor de criatividade no Brasil sempre foi reconhecido como gerador de crescimento econômico e de expressão cultural.

Sempre foi assim, imagina agora.

O meio representa 2,6% do PIB do país.

Não há dúvidas de que a pandemia de covid-19 impactou o setor criativo.

Com a redução dos orçamentos, as empresas passaram a contar com profissionais autônomos, de escritores a ilustradores, para trabalhar com base em projetos.

Para cargos de ilustradores, em particular, houve um aumento de 67% no número de contratações entre 2019 e 2020.

 

Principais competências: ilustração, arte, ZBrush, jornalismo, design gráfico, modelagem 3D, redação, Adobe Illustrator;

 

Principais localidades de contratação: SP, Rio, PoA e Floripa.

 

Cargos comuns: ilustrador(a), artista 3D, redator(a), figurinista e designer gráfico.

 

12 – Análises de dados

Como observado em relatórios anteriores, cargos de análise de dados mantiveram um crescimento constante ao longo dos anos.

E em 2020 foi diferente?

Não. A necessidade de direcionar operações de negócios para um ambiente online e garantir que os processos de dados operassem com eficiência foi maior.

Cargos de engenheiro de dados e analista de desempenho para orientar a transformação digital e monitorar a execução de serviços foram altamente demandados.

 

Principais competências: Apache Spark, Hadoop, SQL, Python, ciência de dados, Tableau e Google Analytics;

 

Principais localidades de contratação: São Paulo, Brasília, Curitiba e Rio.

 

Cargos comuns: engenheiro(a) de dados, analista de dados, analista de desempenho e analista de validação.

 

13 – Cargos de sucesso de clientes

Restrições de viagens, confinamentos e toques de recolher levaram as empresas a encontrar novas maneiras de atender seus clientes.

Isso propiciou crescimento de 37% na contratação de cargos de sucesso de clientes.

Esse crescimento engloba cargos do setor de varejo e call-center, com empresas migrando de métodos presenciais a virtuais para manter o suporte aos clientes.

O Mercado Livre foi uma das empresas que mais contratou gerentes de experiência e atendimento ao cliente.

É interessante notar a transição de profissionais de cargos de caixa e recepcionista para cargos de sucesso de clientes.

 

Principais competências: atendimento ao cliente, experiência do cliente, negociação, planejamento de negócios, liderança de equipe e central de atendimento;

 

Principais localidades de contratação: São Paulo, Porto Alegre e Florianópolis.

 

Cargos comuns: atendimento ao cliente, líder de equipe de atendimento ao cliente, especialista em central de atendimento, gerente de sucesso do cliente, parcerias estratégicas e gerente de experiência do cliente.

 

14 – Profissionais do setor de varejo

O ano passado foi um ano turbulento para o varejo. No mundo todo. E no Brasil não foi diferente.

Foi necessário redirecionar estratégias, transferir a operação para o ambiente on-line e lidar com o crescimento no fluxo de suporte ao cliente causado pela pandemia.

Um ótimo exemplo é o da varejista Magazine Luiza que registrou um aumento nas vendas on-line de 162% em apenas julho de 2020.

 

Principais competências: vendas no varejo, merchandising, vendas, atendimento ao cliente e marketing;

 

Principais localidades de contratação: São Paulo, Rio, Fortaleza e Curitiba e arredores.

 

Cargos comuns: especialista em varejo e especialista em merchandising.

 

15 – Especialistas em saúde mental

Por fim, a cereja do bolo.

Quem não sofreu com o estresse do confinamento ou do trabalho que atire a primeira pedra.

O coronavírus não afetou as pessoas só fisicamente, mas também mentalmente.

O estresse causado pelo isolamento devido ao confinamento e a incerteza tiveram impactos negativos sobre todos.

Para lidar com a necessidade de apoio crescente em todo o país, as contratações de especialistas em saúde mental aumentaram 34%.

O setor registrou o maior número de mulheres contratadas de qualquer profissão, somando 84% de profissionais do sexo feminino.

 

Principais competências: psicoterapia, psicologia, psicologia de aconselhamento e saúde mental;

 

Principais localidades de contratação: São Paulo e Belo Horizonte.

 

Cargos comuns: psicoterapeuta e psicólogo(a) clínico(a).