Não é só o seu auxílio emergencial que está chegando ao fim.

O Bolsa Família chegou ao fim.

Mas isso não é uma má notícia, não!

Confira neste post que vamos te contar como essa notícia pode ser positiva.

Isso porque o governo federal enviou um projeto para o Congresso alterando alguns programas sociais, como o Bolsa Família.

A ideia do governo é extinguir o Bolsa Família para criar um novo programa, chamado de Auxílio Brasil.

A boa notícia é que o novo programa social deve pagar, pelo menos, 50% acima do valor pago pelo Bolsa Família.

Entenda por que o Bolsa Família vai acabar

Sim, é o fim do Bolsa Família depois de quase 20 anos.

O programa Bolsa Família deve deixar de existir a partir de novembro caso o Auxílio Brasil seja aprovado pelo Congresso.

Criado em 2004, atingiu o número recorde de famílias beneficiadas.

Foram mais de 14,69 milhões de lares brasileiros contemplados, dos quais, quase 10 milhões foram beneficiados com as parcelas do Auxílio Emergencial.

Anúncios


O governo justificou o aumento do valor devido a pandemia da Covid-19, que trouxe inflação no setor de alimentos.

Desta forma, o governo afirmou que não poderia deixar desassistidos os mais vulneráveis, por isso, criou o Auxílio Brasil, cuja proposta mínima é sair pagando 50% a mais do Bolsa Família.

Entretanto, o valor não está definido na sua totalidade.

Os valores do Auxílio Brasil devem ocorrer no final do mês de setembro, quando o governo quer bater o martelo sobre o assunto.

Até outubro, temos a extensão do auxílio emergencial, a partir daí, entra em vigor o novo Bolsa Família, o Auxílio Brasil.

Saiba quem terá direito ao Auxílio Brasil

O pacote de bondades do governo não para por aqui.

Além de aumentar o valor pago, o novo programa deve aumentar o número de beneficiários.

Você sabe quantas famílias recebem Bolsa Família hoje?

Pois bem, os números oficiais são os seguintes: hoje o Bolsa Família abrange cerca de 14,6 milhões de beneficiários.

Com o novo programa, esse número deve aumentar, para acima de 16 milhões de beneficiários.

Conforme informações do Ministério da Cidadania, o programa Auxílio Brasil será formado pelos seguintes benefícios:

  • Primeira Infância
  • Composição Familiar
  • Superação da Extrema Pobreza
  • Auxílio Esporte Escolar
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior
  • Auxílio Criança Cidadã
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana
  • Compensatório de Transição

Saiba quando será paga a primeira parcela do Auxílio Brasil

O programa Auxílio Brasil está previsto para iniciar em novembro.

Assim que terminar o pagamento da extensão do Auxílio Emergencial, que ocorre em outubro.

O Auxílio Brasil é um passo adiante do Bolsa Família.

Amplia a abrangência das ações, simplifica a cesta de benefícios e oferece mais recursos, pois o pagamento mensal será maior.

Então, qual será o valor do Auxílio Brasil?

A medida provisória não fixa o valor do Auxílio Brasil.

Acontece que o governo federal ainda depende da aprovação da PEC dos precatórios, de onde devem sair recursos para financiar o programa.

Hoje, em média, uma família que está no Bolsa Família recebe R$ 189.

De onde o governo vai tirar o dinheiro para pagar mais pelo programa substituto da consolidada Bolsa Família?

Parte dos recursos devem vir do parcelamento do pagamento de precatórios, que está previsto na PEC, Proposta de Emenda à Constituição, entregue ao Congresso.

Outra parte dos recursos devem vir de um fundo que será criado com recursos de privatizações de estatais que estão ocorrendo desde o ano passado.

Veja se o Auxílio Brasil terá cadastro

A forma de ingressar nos programas sociais do governo federal continuará a mesma.

Você deve acessar através do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

Assim, o governo deve continuar utilizando o Cadastro Único (CadÚnico) para selecionar quem terá direito ao Auxílio Brasil.