Borgen fisga a gente já nas cenas dos primeiros minutos.

Escândalos políticos, traições, espionagem, corrupção!

Pode parecer enredo de filme abordando a política no Brasil, mas não é!

Sucesso na Netflix, Borgen aborda os bastidores do poder na política dinamarquesa.

A série fala da líder do Partido Moderado da Dinamarca, Birgitte Nyborg, uma mulher carismática alçada ao cargo máximo do país.

Quase que por um acidente de percurso, ela acaba primeira-ministra do país que é uma monarquia parlamentarista, a exemplo da Grã Bretanha e Espanha.

A reviravolta a poucos dias antes da eleição acontece porque o primeiro-ministro tem que renunciar e seu maior adversário não cai no gosto popular.

Aliado a isso, o Partido Moderado faz o maior número de cadeiras no parlamento, motivo que transforma Birgitte na primeira-ministra da história do país.

Ficou curioso sobre este seriado de sucesso na Netflix? Acompanhe este post.

 

Porque a série se chama Borgen

 

Antes de tudo, o porque do nome da série: Borgen.

Anúncios


Borgen significa castelo, em tradução literal do dinamarquês,

Na gíria política do país, Borgen é uma palavra usada para se referir ao Palácio de Christiansborg, em Copenhague.

Este palácio é uma construção muito antiga e impressionante.

Com sua imponência abriga o Parlamento, o Gabinete do Primeiro Ministro e também a Suprema Corte.

São três poderes sediados neste castelo, o Borgen.

O que em Brasília está na Praça dos Três Poderes, lá é tudo um prédio só, inaugurado em 1928.

 

 

Fala de política, mas não de forma chata

 

Engana-se quem pensa que a série fala de política de forma chata.

Muito pelo contrário, a política apenas permeia as cenas.

Cada episódio tem uma frase impactante, que antecipa o que virá nas cenas a seguir.

Por exemplo, Winston Churchill, primeiro ministro britânico que diz: “a democracia é a pior forma de governo, com exceção de todas as demais”.

Esta frase é citada na abertura do terceiro episódio da primeira temporada.

Aliás, aí está uma das belezas da série, que, indiretamente, ao falar da protagonista, faz elogios à ética como pilar básico da democracia.

Estas epígrafes são a cereja do bolo, que já vem antes de cortar o próprio bolo.

Os demais episódios têm frases de Maquiavel a Lincoln, de Jesus a Buda e por aí vai.

 

 

Porque a história de Borgen impressionante

 

Esta série é muito elogiada pela crítica pela atuação feminina, não só da protagonista que faz Birgitte, que é a atriz Sidse Babett Knudsen,

Borgen fisga a gente já nos primeiros cinco minutos.

Principalmente por conta da história da protagonista, Birgitte.

Ela é honesta, fiel a seus ideais, mãe solteira, não usa a maquiagem do marketing político.

Birgitte é coerente e altruísta, coisa que a maioria dos políticos não são.

E isso lhe traz problemas, pois tem adversários políticos fortes.

Com isso, acaba sendo alvo da imprensa, que devassa sua vida.

Aliás, jornalismo e política andam juntos por lá também.

Um não sobrevive sem o outro, desde o país mais poderoso do mundo até a menor e mais esquecida cidadezinha do fim do mundo.

 

Saiba quando será lançada a nova temporada

Borgen é uma obra de ficção, não é baseada em fatos reais.

Teve três temporadas e foi lançado inicialmente entre 2010 e 2013 pela TV pública da Dinamarca.

A série foi criada por Adam Price, roteirista e diretor dinamarquês.

A terceira seria a última temporada para a TV.

Como fez sucesso na Netflix, Borgen deve ganhar uma quarta temporada no ano que vem.

Isso porque tão logo foi lançada na plataforma de streaming, já começou a fazer sucesso no mundo todo.

A grande curiosidade é o que a quarta temporada vai nos reservar, por trazer os personagens para continuar a história quase 10 anos depois.

 

 

Serviço

Título: Borgen

É uma série da TV dinamarquesa.

Gênero ficção, drama político.

Foi transmitida originalmente pela DR1, TV pública da Dinamarca, entre 26 de setembro de 2010 e 10 de março de 2013.

São três temporadas e 10 episódios de 58 minutos em cada temporada.

Autor: Adam Price, roteirista e diretor dinamarquês.

Quase 10 anos depois, a Netflix promete mais uma temporada (para 2022).