Ao acessar sua conta no C6 Bank alguns clientes não encontraram nada, nem vestígio de conta e nem a opção de extrato. Novo golpe?
Em alguns casos, o dinheiro depositado sumiu da conta. Em outros casos, o relato é como se a conta não existisse.
Isso aconteceu por algumas horas, mas o serviço acabou sendo normalizado.
E esta falha no sistema ocorrido nesta semana talvez tenha sido a mesma que levou o banco a ter um desvio de R$ 23 milhões.
Pois é, mais uma vez o C6 Bank virou notícia por conta de um novo golpe nas contas de clientes.
A suspeita da investigação policial é de que 5 mil correntistas da fintech aproveitaram-se de uma falha para desviar dinheiro.
E isso pode ter ocorrido através de uma brecha no sistema bancário do C6 Bank.
Através deste golpe, a falha no sistema do banco digital teve como alvo o produto de investimento CDB Crédito.
A investigação está sendo feita pela Polícia Civil de São Paulo.

Entenda: C6 Bank sofre novo golpe e desvios chegam a R$ 23 milhões

A fraude foi aplicada através de um produto financeiro do banco digital.
O alvo foi o CDB Crédito, um dos tipos de investimentos do C6 Bank, na renda fixa.
Neste investimento de renda fixa, a aplicação mínima é de R$ 100 e máxima de R$ 10 mil.
Um dos diferenciais é que a mesma quantia investida no CDB é revertida em limite de cartão de crédito, mas, até o pagamento da fatura o banco bloqueia o valor investido.
Pelo que aponta a investigação da Polícia Civil do Estado de São Paulo, os correntistas descobriram uma brecha para usar o valor total do limite e, ao mesmo tempo, sacar todo o dinheiro aplicado.

Conheça o CDB que motivou o novo golpe no C6 Bank

O CBD Crédito funciona assim: o cliente ganha de limite o valor que ele tiver aplicado neste CDB (Certificado de Depósito Bancário).
A partir daí o banco digital bloqueia o valor investido até o pagamento da fatura do cartão, como garantia.
A brecha descoberta pelos correntistas do banco, permitia a utilização do limite do cartão e o saque da quantia investida antes que ela fosse bloqueada.
Desta forma, R$ 23 milhões foram desviados dessa maneira.
Até o momento, o C6 Bank não se manifestou ainda sobe a fraude.

Veja o que diz a investigação policial sobre este novo golpe

De acordo com as investigações da Polícia, uma das possibilidade é de que o golpe tenha sido praticado por uma quadrilha.
Isso porque a investigação apontou que na Baixada Fluminense ocorreram a maioria dos golpes.
Por outro lado, outra investigação apura se não foi apenas um caso de repasse de informações.
Ou seja, o famoso boca a boca levou os correntistas a aplicarem a fraude.
Independentemente da situação, o fato é que milhões de correntistas encontraram suas contas zeradas nos últimos dias.

Veja outra fraude ocorrida com o C6 no passado

Apesar deste golpe ter Essa não é a primeira vez que o C6 é alvo de fraudes ou de golpes.
Em menos de um mês, aliás, este é o segundo fato noticiado relativo a fraudes no C6 Bank.
O primeiro caso que envolveu o banco digital, cerca de R$ 50 milhões foram desviados, em maio de 2021, em um esquema de ‘rachadinha’, que só veio à tona este ano.
Neste caso, a Polícia Civil investiga o envolvimento de uma funcionária de uma empresa terceirizada responsável pelo relacionamento com os clientes.
A fraude teria sido aplicada aumentando o do limite do cheque especial de 200 clientes, que autorizaram a transação.

Saiba mais sobre o C6 Bank

O C6 Bank foi criado em 2018 por ex-integrantes de outro grande banco do país.
É um banco digital que oferece a conta digital e cartão de crédito C6 sem anuidade e tarifas.
Entre seus produtos, o C6 Bank é conhecido pelo programa Átomos, as Taggs de pedágio e a Conta Global, que permite guardar valores em dólar e euro, por exemplo.