O CBD (canabidiol) é um dos 400 componentes retirados da Cannabis Sativa, mais conhecida como maconha, cujos benefícios dessa substância são apenas terapêuticos, pois agem direto no cérebro sem provocar efeitos psicotrópicos, como no caso do THC, que é responsável pelas alucinações, perda da consciência, alterações de percepção do ambiente, espaço e tempo.

Como atua o canabidiol

A ação dessa substância age em dois setores diferentes de canabinoides presentes no sistema nervoso central: CBD1 e CBD2.

O CBD1 está presente no cérebro e é o responsável pela produção de neurotransmissores hormonais como dopamina, noradrenalina, serotonina e também pelos neurónios.

O CBD2 é encontrado em alguns órgãos, nos músculos e na pele.

Os CBDs induzem sensação de tranquilidade com ação anti-inflamatória e ansiolítica, regulam o sistema nervoso central.

A maior parte das doenças neurológicas acontecem por um desequilíbrio desses componentes no organismo.

 

Ação neuroprotetora e anti-inflamatória

O cannabidiol tem efeito na redução de quadros de epilepsia, os estudos mostraram uma diminuição em 60% dos eventos de convulsões.

O poder calmante da substância reduz e controla os quadros de ansiedade, combatendo efeitos físicos como tremor e sudorese apresentando uma melhora nos pacientes com esse distúrbio.

Ele regula o sono, diminuindo a insônia. Um estudo de 2019 realizado com pacientes que possuíam algum tipo de doença neurológica e sofriam com insônia, observou uma melhora em 66,7% dos casos depois de usar uma certa quantidade de canabidiol.

Diminuição de dores crônicas provocadas por doenças autoimunes, artrites, reumatismo e dores musculares.

Anúncios


Tratamento associativo para o câncer, diminuindo as dores e náuseas decorrentes da quimioterapia, e devolvendo o apetite desses pacientes.

Como usar o canabidiol

Existem duas fórmulas no mercado que são autorizadas no Brasil, mediante prescrição médica e autorização da ANVISA:

Extrato de óleo, quando consumido via oral, a dosagem mais comum são 3 gotas abaixo da língua, mas pode ser inalado a partir de um vaporizador de ambientes. Especialistas explicam que os efeitos do líquido inalado são maiores do que usar o composto na língua.

A ação mais rápida se deve a entrada das substâncias na corrente sanguínea instantaneamente pelas vias respiratórias.

Nos Estados Unidos é permitido usar o óleo em cigarros eletrônicos como o vape.

A outra forma encontrada no Brasil, é em forma de comprimidos cuja posologia é indicada pelo médico de acordo com o problema que irá tratar.

Quais as doenças são tratadas com canabidiol?

O uso tem sido explorado tanto por pesquisadores, como por portadores de algumas doenças. No brasil a venda é muito restrita e o produto importado possui um valor alto, por isso poucas patologias são tratadas no país, mas os médicos já receitam e você pode conseguir o tratamento pelo SUS.

Algumas doenças tratadas mundo a fora com o CBD:

Acne

Anorexia

Ansiedade

Depressão

Alzheimer

Autismo

Artrite e artrose

Câncer

Psoríase

Diabetes

Epilepsia

Fibromialgia

Insônia

Parkinson

Osteoporose

Contra indicações

Apesar das inúmeras vantagens, existem restrições ao uso do canabidiol, são eles:

Mulheres grávidas e lactantes – está comprovado que a substância passa para o bebê ainda na barriga da mãe e pelo leite materno.

Pessoas com problemas hepáticos – o canabidiol pode causas graves problemas ao fígado. A substância ativa receptores canabinoides que não existem no fígado, para pessoas saudáveis não há problema, mas é importante fazer exames frequentes para verificar as condições evolutivas no fígado para quem estiver fazendo tratamento com CBD.

Outra contraindicação fica para os alérgicos, que no caso só conseguem ser identificados com teste, ou após iniciar o tratamento e perceber algumas rejeições do organismo.