Nos últimos meses muitos consumidores perceberam o peso na conta de luz. O aumento foi significativo, e a energia elétrica foi o item que mais influenciou para o aumento da inflação no último ano.

Entenda o porque desse aumento e saiba como economizar na conta de luz.

Por que o aumento da conta de energia foi tão alto?

A partir de julho deste ano a ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica – anunciou um aumento de 52% na bandeira vermelha, a faixa tarifária mais alta de consumo.

O motivo alegado é a crise hídrica que o país atravessa, com reservatórios nos menores níveis dos últimos 90 anos, principalmente no Sudeste. Considerando as usinas hidrelétricas correspondem a 90% da produção de energia no Brasil, sendo os outros 10% provenientes das usinas termelétricas ou nucleares, que possuem um custo de produção maior, o baixo nível dos reservatórias impacta diretamente na produção e fornecimento de energia elétrica, o que faz com que ocorra o aumento do custo dos quilowatts por hora.

As bandeiras funcionam como uma sinalização de cobrança adicional na conta de luz, que é influenciada pelas condições de produção de energia elétrica.

Mas se a energia está mais cara, e o atual cenário não deve mudar no curto prazo, como economizar nessa conta, que pesa no bolso do consumidor?

Quais são os itens que mais pesam no consumo de energia elétrica?

Para economizar energia elétrica é preciso ficar de olho e evitar todo desperdício como luzes acesas e equipamentos eletrônicos ligados sem necessidade. No entanto, alguns itens têm maior peso no consumo e são os que mais influenciam o valor da conta no final do mês.

Os equipamentos que mais consomem energia elétrica em uma residência, de acordo com a Eletrobrás, são em ordem, chuveiro elétrico, aquecedores de ambiente, secadora de roupa, aparelhos de ar condicionado, lavadoras de louça, lavadoras de roupas, cooktops, ferro à vapor, geladeiras de duas portas frost free, forno elétrico e micro-ondas.

É importante ficar atento não só ao uso desses aparelhos, mas também na manutenção, para evitar desperdícios e gastos com aparelhos que estejam roubando energia sem necessidade.

Como economizar na conta de luz?

Principalmente nesse período de alta do preço da tarifa de energia elétrica é fundamental ficar de olho no consumo. Fique de olho em luzes acesas e equipamentos ligados sem necessidade.

Uma boa opção pode ser a instalação de sensores de presença nos spots de luz. Esse tipo de acessório tem baixo custo, são fotossensíveis, ou seja, podem ser configurados para que as luzes sejam acesas somente quando estiver de noite, e ainda permitem selecionar o tempo que permanecerão acesas.

Anúncios


Reduza o tempo no banho, e se possível, em dias mais quentes, altere o chuveiro para a opção Verão, que tem menor consumo de energia. E evite usar aparelhos que tem maior consumo sem necessidade.

Vale a pena investir em energia solar?

A energia solar é uma tecnologia já consolidada e que tem grandes ganhos de economia de energia elétrica. Com os sistemas fotovoltaicos você pode ter boa parte da energia elétrica da sua residência produzida a partir da luz do sol. Em um país tropical como o Brasil, com alta incidência de luz solar praticamente o ano todo, essa é sem dúvida uma opção para reduzir a conta de luz.

No entanto a energia solar demanda um investimento inicial relativamente alto, que pode ser compensado ao longo dos anos, com a economia no consumo. Para avaliar a viabilidade é preciso consultar profissionais especializados, que poderão lhe ajudar a avaliar o investimento inicial necessário e o quanto será possível economizar, assim é possível ter uma ideia de quanto tempo você levará para ter um retorno sobre o investimento realizado.

Para conseguir economizar é preciso fazer alguns esforços e mudar alguns hábitos, mas tenha certeza que vai valer muito a pena. Assim a sua conta de energia não vai pesar tanto no seu bolso e você ainda ajuda o meio ambiente.