As facilidades que um crédito do cartão pode trazer deixa muitos usuários um tanto perdidos na sua administração.

O cartão de crédito, pode sim, ser um perigo para as finanças de quem não souber administrar suas finanças e vir a se tornar um grande problema, ao invés de ser uma solução.

Aqui vamos passar algumas dicas de como não acumular dívidas no seu cartão de crédito

Tenha consciência do seu limite

Isso pode ser interpretado de duas formas: o seu limite de crédito no cartão ou; o seu limite de gastos no mês.

Ocorre que gastar no cartão de crédito nada mais é do que adiar o pagamento do que você está gastando agora. Ou seja, as contas virão. Sendo as contas certas, você não pode ter incertezas quanto ao dinheiro para pagá-las no seu vencimento. Os cartões cobram caro por esse adiantamento que te concedem.

Então a primeira dica é a mais elementar: Não gaste mais do que você consegue pagar.

Cuidado com compras parceladas

Saiba que aquela compra que você pediu para dividir no cartão permanecerá vindo em sua fatura pelo mesmo número de meses que você dividiu. Essas compras parceladas se acumulam e acabam surpreendendo quem não presta atenção nesses gastos. Então, evitar os parcelamentos pode ser uma saída para você que não se lembra de projetar gastos futuros.

Outra consequência das compras parceladas é que elas comprometem os seu limite de crédito até você quitar a última parcela. Digamos que você tenha um limite de R$ 2.000,00 e fez uma compra de R$ 400,00 e parcelou em 4 vezes. No momento seguinte à aprovação da sua compra, o seu limite caiu para R$ 1.600,00 e só voltará aos R$ 2.000,00 iniciais, quando você quitar a quarta parcela.

Atenção com o parcelamento da fatura

Agora é que começam os problemas para quem utilizou o cartão de crédito e no dia do vencimento da fatura não possui dinheiro o suficiente para fazer o pagamento no valor total. Sempre existe a opção de parcelar a fatura, mas os juros que vão lhe cobrar são muito altos, ficando ainda maiores quando parcelados em mais vezes.

Além de ter comprometido o seu limite com o valor parcelado, os juros praticados atualmente pelos cartões de crédito podem chegar a 167,6 % ao ano. Isso significa que se você parcelar a sua fatura em 8 vezes você já estará pagando o dobro do que gastou.

Fuja do pagamento mínimo da fatura

Quando você paga o valor mínimo do cartão, os juros podem chegar a 306,2% ao ano, assim, se você escolher essa opção, você estará assumindo uma dívida com juros aplicados acima de 25% ao mês, o que significa que em apenas 4 meses você já estará pagando o dobro do que parcelou.

Anúncios


Jamais deixe de pagar uma fatura

Se você deixar de pagar a fatura – não fizer parcelamento dela e nem pagar o valor mínimo – vocês estará entrando em juros de 356,8% ao ano, o que significam juros mensais da ordem de 29,73%. Ou seja, em menos de 4 meses você estará devendo mais que o dobro do valor da fatura não paga.

Utilize outras formas de empréstimo para quitar o cartão

Se você chegar a uma situação em que não tem dinheiro suficiente para pagar a sua fatura de cartão de crédito, é recomendável que você busque no mercado financeiro outras formas de empréstimo, que possam lhe conceder o valor necessário para quitar o cartão, sem adentrar nos juros exorbitantes das modalidades de parcelamento do cartão de crédito. Um empréstimo pessoal em bancos costuma variar de 2% a 6% ao mês, te dando um fôlego para não entrar nessa bola de neve dos juros praticados no cartão de crédito.