O mercado imobiliário no Brasil sempre foi forte.

Tanto é que o principal sonho do brasileiro sempre foi a casa própria. Isso não é um ditado popular, mas comprovado em pesquisa.

Com base nisso, poderíamos imaginar que o segundo sonho do brasileiro seja comprar um segundo imóvel para ter a renda do aluguel.

Investir em imóvel sempre foi considerado por nossos pais e avós como um investimento seguro. Não dá prejuízo, ninguém te rouba, leva embora ou dá calote.

Para estas gerações, é mais seguro que guardar dinheiro no colchão ou no banco. Lembre-se que estamos falando de uma época em que não se tinha tanta opção de investimento como hoje em dia.

É muito comum nas gerações de nossos ancestrais este tipo de investimento, pois o imóvel, além do recurso do aluguel mensal, tem a valorização imobiliária.

 

Porque o investimento em imóvel é um bom negócio

O mercado de imóveis é uma das maneiras mais tradicionais de investimentos no país.

Os imóveis são uma maneira de construir um patrimônio lucrativo e seguro.

Pela segurança, acabou que, culturalmente, até hoje é um dos investimentos mais comuns.

E até hoje é um bom investimento, pois a aplicação em imóveis pode ser vantajosa para aqueles que desejam diversificar a carteira.

Anúncios


 

Saiba as razões para o investimento em imóvel ser uma boa escolha

Por muitos anos, alguns profissionais ligados ao mercado financeiro desconstruíram esta máxima de que investir em imóveis era um bom negócio.

Pregava-se, por anos e anos, que era melhor pagar aluguel e investir o dinheiro na bolsa, no banco, em empresas ou outras formas, em vez de “deixar o dinheiro parado” em um pedaço de terra ou de construção, em troca do aluguel minguado.

Pois é, mas este tempo se foi e até alguns destes hoje moram em casa própria. São diversas as razões que transformam o investimento imobiliário em uma boa escolha.

Dentre todos os investimentos, o imobiliário está entre os que possuem as menores taxas referentes a outros tipos de investimentos.

Além disso, oferece maior estabilidade e bons rendimento, principalmente a longo prazo, pela sua valorização ou especulação imobiliária.

Isso ocorre devido à contínua valorização através do tempo, construindo um portfólio variado, segundo a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc).

 

Investir em fundo imobiliário é uma boa opção?

O fundo imobiliário é um tipo de investimento para quem não quer ter o ônus de ter um imóvel físico. Mas seguramente oferecerá todos os bônus de ser proprietário de um imóvel.

O funcionamento dos Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs) segue a lógica do fundo de investimentos comum.

Nada mais é do que a união de capital destinado à aplicação em ativos relacionados ao mercado imobiliário.

É uma boa opção para quem deseja investir em imóveis, sem adquirir um imóvel físico. Ao investir em fundos, não vai ser necessário obra, reforma e tantas outras coisas, diminuindo as taxas administrativas.

A liquidez também é uma vantagem interessante, se comparada ao investimento de imóvel físico e a outros investimentos convencionais.

O FII, diferente do imóvel físico, não tem taxas de corretagem tão significativa, como na hora da venda de uma casa ou apartamento, o que torna o investimento em FIIs mais viável.

Emitidas pelas grandes empresas de captação de recursos, que vendem seus papéis na Bolsa de Valores, as ações imobiliárias são equivalentes à fração mínima do imóvel.

Deste modo, o acionista passa a se tornar sócio da empresa e acaba tendo que dividir os ônus e também riscos do negócio.

Por outro lado, quanto melhor o resultado alcançado por esta empresa, maior é o ganho do acionista.

 

Quais são as possibilidades de investimento imobiliário

Como se vê, são variadas as possibilidades de investimento no campo imobiliário, destinadas para diferentes perfis de investidores, o que torna o mercado abrangente.

Antes de adquirir FIIs, avalie, se informe. Você está comprando uma fração de imóvel.

Da mesma forma, antes de investir em um imóvel físico, faça um checklist dos detalhes. Sempre é bom analisar tudo, pois ali pode estar o mapa do tesouro. Ou o indício para desistir do negócio.

Se informe sobre a localização, documentação e possíveis futuras despesas. Adquirindo uma casa, apartamento ou sala comercial, o comprador está construindo um patrimônio.

Um imóvel pode se transformar em uma fonte de renda ou uma receita extra, proporcionando maior segurança e comodidade financeira ao comprador.

Ou pode se tornar em uma fonte de despesa e dor de cabeça. Depende do tipo de negócio que você fizer ou do imóvel que você adquirir.

Portanto, antes do aperto de mão para fechar o negócio, avalie todas as possibilidades, em esquecer de detalhes e das letras miúdas dos contratos.