A maioria das pessoas morre de medo de ir ao dentista, talvez seja por isso que somente 15% da população brasileira faz consultas de rotina para cuidar dos dentes.

Um medo que todas essas pessoas não tem, provavelmente são das doenças que podem surgir por conta de uma falta de prevenção e cuidados com a higiene da boca, por isso negligenciam a consulta regular.

Todo mundo já ouviu falar que existem mais bactérias na nossa boca do que na sola de um sapato. Elas chegam lá de inúmeras formas: pelos alimentos, mãos e objetos que direcionamos a boca, pelo beijo e até quando bocejamos. O ambiente úmido, quentinho e escuro da cavidade oral faz dessa parte do nosso corpo um lugar perfeito para as bactérias crescerem e se multiplicarem.

Os microrganismos que são responsáveis pela cárie se alimentam e se multiplicam com o açúcar que fica nos dentes. Por isso, a importância de escovar bastante, principalmente após comer algo doce ou carboidratos.

Outra preocupação dos dentistas é com a questão do mau hálito. Ele é provocado por algum problema estomacal ou pelas bactérias que habitam nossa boca, e a maioria das pessoas quando sofrem com esse problema não costumam ir ao dentista para resolver ou sequer fazem a devida higienização, acabam comendo uma balinha ou mascando um chiclete para resolver o problema na hora, só que a maioria desses chicletes e bombons possuem açúcar, que com certeza vão piorar o quadro.

Outro risco é levar essas bactérias para dentro do nosso corpo quando ingerimos alimentos e isso provocar alguma infecção.

Tártaro e gengivite

A doença mais comum provocada por essas bactérias é o tártaro, uma camada amarelada ou branca que se forma entre o dente e a gengiva. Essa placa é exatamente um acúmulo de bactérias pela má higienização da boca. Quando não tratada, evolui para a gengivite que causa dor e sangramento ao escovar.

Para evitar o tártaro, escove bem os dentes, principalmente após comer alimentos doces, use fio dental mesmo que não tenha alimento entre os dentes, pois ele ajuda a remover os resíduos que ficam entre os dentes e as cerdas da escova não alcançam.

Use enxaguante bucal. Muita gente acha que a função do enxaguante bucal é combater o mau hálito, mas o que ele faz é limpar a boca das bactérias que acabaram de ser removidas com o fio dental e a escovação. O hálito fresco é uma consequência de uma boca livre de bactérias.

Vá ao dentista para identificar uma camada de tártaro nos dentes. Ele possui aparelhagem adequada pra fazer a limpeza da forma correta e evitar maiores problemas, pois o tártaro também pode se acumular dentro da gengiva e as consequências são mais graves, podendo levar a perda dos dentes.

Anúncios


 

Cárie e dor de dente

Um dos maiores medos das pessoas que não gostam do dentista é ser diagnosticado com a cárie e ter que se tratar com aquele motorzinho barulhento e doloroso.

Nossos dentes são cheios de terminações nervosas e por isso sentimos dor quando estamos com cárie. Ela se forma com o acúmulo das bactérias que se alimentam do açúcar que fica grudados nos dentes após a alimentação. Essas bactérias vão corroendo o dente e acabam necrosando o tecido, deixando-o pretos.

Se você morre de medo do “motorzinho” do dentista, a melhor forma de prevenir a cárie é manter uma boa escovação, principalmente após ingerir alimentos com muito açúcar. Mantenha os mesmos cuidados que recomendamos para evitar a placa e use cremes dentais com flúor.

Não espere sentir dor ou perceber sangramento nas gengivas para procurar um consultório. As visitas preventivas ao dentista são mais baratas, indolores e vão garantir a saúde do seu sorriso.