buscando cartão
site seguro

Compulsão por doces pode ter ligação emocional e descontrole físico

O consumo descontrolado por alimentos com muito açúcar precisa ser investigado pois pode estar relacionado a problemas de saúde e níveis baixos de nutrientes

Atualizado em abril 29, 2021 | Autor: Michelle
Compulsão por doces pode ter ligação emocional e descontrole físico

Quem nunca sentiu vontade de comer um chocolate num momento de tristeza e desanimo? Ou já ouviu as amigas comentarem que se afogam no sorvete depois de um termino de relacionamento?

Isso acontece porque o açúcar ativa hormônios de excitação, bem estar e prazer no cérebro, ao mesmo tempo em que a ação desses hormônios como serotonina e a dopamina proporcionam rapidamente as sensações prazerosas, elas também caem muito rápido, fazendo com que as pessoas desejem repetir a dose de satisfação imediata que acabaram de sentir.

Anúncios


Daí vem o grande problema para quem sofre de ansiedade e depressão, quando as sensações que melhoram o estado emocional da pessoa caem bruscamente, a tendência nesses casos não será buscar mais alimentos com açúcar, mas sentir uma avalanche de tristeza, baixa autoestima, sensação de fracasso, desvalorização pessoal, agravando os sintomas da doença.

Causas físicas

As causas orgânicas que podem influenciar a uma alta ingestão de alimentos açucarados, é uma baixa quantidade desses hormônios produtores de prazer e bem estar, a serotonina responsável pelo humor, a dopamina que traz a sensação de recompensa, e a deficiência de algumas vitaminas e minerais, como a vitamina B6 e B12, a vitamina C e D, baixa quantidade ferro, magnésio e ácido fólico.

Anúncios


Pessoas com uma resistência à insulina, tendem a querer comer mais doce, é um indicativo de diabetes tipo 2. É comum que muitos indivíduos tenham esse tipo de diabetes e não saibam, a falta de investigação clínica não facilita um diagnóstico prévio, até que aparecem problemas graves de saúde, levando a pessoa a ser hospitalizada, e só então tomar conhecimento do seu problema.

Como evitar a compulsão por doce

No primeiro momento, se você se identifica como um compulsivo por doces, ou acredita que come em excesso, identifique os momentos que te levam a sentir a essa necessidade, se estiver relacionado as ocasiões em que você está se sentindo triste, ou ansioso por algum acontecimento, o ideal mesmo será buscar terapia psicológica, pois o seu impulso emocional pode ignorar, todas as outras dicas para limpar o paladar, e mesmo quando os sintomas pioram após a ingestão de alimentos doces, ficar em total abstinência de açúcar, também podem contribuir para uma agravar os sintomas da depressão e da ansiedade.

Anúncios


Ir ao médico e pedir exames específicos da quantidade de ferro e vitamina, para descobrir se há deficiência de algumas delas. E o mais importante fazer uma curva glicêmica, que é um teste para diagnosticar uma diabetes, ou para identificar um princípio de diabetes, e assim, dar início urgente a um tratamento e não deixar que a doença se estabeleça no seu organismo, pois a diabete é uma comorbidade grave, e não tem cura.

Para quem apenas gosta muito de um docinho, ou sobremesas fora de hora, algumas disciplinas alimentares podem ajudar a diminuir o consumo,

Dicas para ajudar a comer menos açúcar:

Para os fãs de chocolate que sentem o desejo de comer toda hora, que tal comer um punhado de uva passas? Coloque uma quantidade que cabe em uma mão, e coma uma por vez. Faça isso sempre que sentir aquela vontade súbita de comer um chocolate, o adocicado da uva passa, irá te saciar, e inibir a vontade de comer o doce.

Como frutas cítricas. Laranja, mexerica, morangos, kiwi, são ótimos inibidores da vontade alucinada de comer algo doce.

Tomar café. Outro queridinho da maioria das pessoas, o amargor do café também são inibidores da vontade de comer açúcar, mas não vale encher a xícara com adoçantes, vá aos poucos adaptando o paladar a ingerir a bebida pura, quando conseguir, terá menos prazer ao provar um café adoçado.