Saiba o que muda com o comunicado importante para mães solteiras do Bolsa Família

Confira aqui o comunicado do Bolsa Família direcionado para mães brasileiras e entenda o valor pago pelo programa mensalmente

Atualizado em dezembro 7, 2023 | Autor: Michelle Verginassi
Saiba o que muda com o comunicado importante para mães solteiras do Bolsa Família

Se você é uma das mães solteiras do Bolsa Família, então, este comunicado é para você.
Então, se a sua família é de baixa renda e tem crianças de até 6 anos, o valor do benefício pode ultrapassar os R$ 600.
Ou seja, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) fez mudanças no cálculo do auxílio do PBF.
Desta forma, o Ministério fez um comunicado importante para mães solteiras beneficiárias do Bolsa Família: elas devem receber um acréscimo de R$ 150 mensais.
Sendo assim, se você for mãe solteira e tiver duas crianças nessa faixa etária da primeira infância, o benefício vai ser de R$ 900 e não apenas R$ 600, como geralmente acontece.

Além disso, estes dois benefícios adicionados ao PBF são chamados de Benefício Primeira Infância e Benefício Variável Familiar.
Então, vem com a gente e conheça tudo destes benefícios e saiba mais sobre o comunicado do Ministério para as Mães solteiras do Bolsa.

Conheça os benefícios importantes do Bolsa Família para mães

Então, em primeiro lugar, vamos falar d o Benefício Primeira Infância do Bolsa Família.

Ele se direciona para mães que têm crianças com idades entre 0 e 6 anos, como já falamos.
Desta forma, este benefício oferece R$ 150 para auxiliar no sustento saudável das crianças.
Já o Benefício Variável Familiar é voltado para crianças e adolescentes.
Sendo assim, para ter direito a este benefício, seu filho precisa ter entre 7 e 18 anos, mas, além disso, este benefício também é voltado à gestantes e nutrizes.
Dessa forma, ele garante um repasse mensal de R$ 50 a cada membro da família que se enquadra nos critérios.
Sendo assim, uma família com crianças em ambos os adicionais pode receber os dois ao mesmo tempo, sem risco de perder um ou outro.
Mas, além dos benefícios mencionados, o Bolsa Família mantém sua parcela regular, conforme a quantidade de membros da família.

Sendo assim, o valor é de R$ 142,00 por pessoa, sendo que ele aumenta de acordo com o tamanho da família.
Além disso, de acordo com as regras do Bolsa Família, o valor mínimo mensal é de R$ 600. Ou seja, uma família com até quatro pessoas recebe R$ 600.

Contudo, se tiver mais membros, o valor mínimo mensal aumenta. Ou seja, se forem 5 pessoas, o valor vai para R$ 710, mas, se for 7 pessoas, dá R$ 994.

Veja os valores pagos pelo governo para estes benefícios

Por fim, para finalizar o post, então, além do acréscimo de R$ 150, que é o Benefício da Primeira Infância, o governo federal repassa mais R$ 50 se houver gestantes na família.
E com o Benefício Variável Familiar, são mais R$ 50 para cada membro entre 7 e 18 anos no núcleo familiar.
Ou seja, uma família de 10 pessoas receberia R$ 1420.
Mas, para você não se perder no cálculo, eis os valores que uma família pode receber da parcela regular:
1-Famílias com até quatro pessoas: R$600,00;
2-Famílias com cinco pessoas: R$710,00;
3-Famílias com seis pessoas: R$852,00;
4-Famílias com sete pessoas: R$994,00;
5-Famílias com oito pessoas: R$1.136,00;
6-Famílias com nove pessoas: R$1.278,00;
7-Famílias com dez pessoas: R$1.420,00.