Seja para comprar um carro ou moto, as duas formas mais comunas de crédito para realizar o negócio são o financiamento e o consórcio.

De modo geral as condições de ambos são bem diferentes, por isso é preciso entender a sua necessidade e decidir o que é melhor para você.

De modo geral o consórcio tem um custo mais baixo, sem cobrança de juros, porém pode demorar mais tempo para conseguir receber o dinheiro para aquisição do veículo. Por outro lado, o financiamento disponibiliza o valor rapidamente, mas os juros que incidem podem pesar no valor total.

Entenda as condições de cada um e o que atende melhor as suas necessidades.

 

Como funciona o Consórcio de veículos?

O consórcio é formado por um grupo de pessoas, que optam por contratar um determinado valor por um período específico.

Nesse caso, todos os integrantes fazem contribuições mensais de uma parcela do valor, e a cada mês um participante é contemplado no sorteio mensal.

Por isso os consórcios em geral, não tem juros, o que se torna a principal vantagem dessa modalidade. Ou seja, o custo para aquisição do veículo através de consórcio é mais baixo.

Outra vantagem é que no consórcio não é necessário dar nenhuma entrada do valor do bem que será adquirido, por isso pode ser um caminho para quem não possui uma poupança.

A desvantagem do consórcio é que o sorteio é mensal, e você conta com a sorte para receber o valor. Lembrando que você pode ser sorteado no primeiro mês, ou no último. Então no consórcio você vai pagando as parcelas, porém a compra somente acontece quando você for contemplado. Se você tem pressa e precisa do veículo de forma imediata, esse pode ser um empecilho.

No entanto, o consórcio permite que você faça lances maiores em um determinado mês. Funciona praticamente como um leilão, e você aumenta a sua chance de ser contemplado. Ou seja, caso você tenha uma reserva de dinheiro, pode fazer um lance em um determinado mês, e se nenhum outro participante fizer um lance maior, você recebe o vlaor. Esse lance funciona como uma antecipação das parcelas que você tem contratadas. Com isso você garante a aquisição do veículo no tempo desejado com o custo menor do crédito.

Anúncios


Lembre-se que o consórcio não possui juros, porém possui uma taxa de administração embutida no valor da parcela. Além disso, é importante saber que o valor das parcelas é reajustado anualmente. Por isso avalie bem o contrato e as condições do consórcio.

 

Como funciona o financiamento de veículos?

O financiamento é a modalidade mais comum no brasil para aquisição de veículos e representa cerca de 80% de toda a comercialização de carros e motos.

A principal vantagem do financiamento é que o recurso é disponibilizado de forma imediata na contratação do crédito, e o pagamento pode ser feito em até 60 meses.

Por outro lado, o financiamento em geral exige o pagamento de uma entrada, por isso você vai precisar ter uma reserva inicial. É possível financiar 100% do valor do veículo, alguns bancos oferecem essa opção, porém fique atento ao custo total do financiamento nesse caso.

Lembre-se que sobre o financiamento incide a cobrança de juros, o que, ao contrário do consórcio, acaba deixando o custo do financiamento mais alto. Ou seja, caso você opte por um financiamento, avalie bem as opções oferecidas pelos bancos, e busque sempre a menor taxa de juros.

 

Qual a melhor opção?

Ambos possuem vantagens e desvantagens, por isso você precisa avaliar o seu objetivo.

Se você não tiver pressa e puder esperar, o consórcio com certeza será a melhor opção, pois oferece um custo muito menor do que o financiamento. Então se você puder, tente se planejar, entre em um consórcio e se tiver uma reserva, faça um lance maior para tentar antecipar o recebimento da carta de crédito.

Caso você tenha urgência na aquisição do veículo, então o financiamento pode ser o melhor caminho. Para minimizar o custo total, a melhor opção é tentar dar uma entrada maior, assim você reduz o valor a ser financiado e automaticamente os juros totais cobrados.

 

O que devo fazer para decidir?

O melhor caminho antes de decidir é pesquisar as opções oferecidas pelos bancos e instituições financeiras.

No caso do financiamento, busque sempre a menor taxa de juros, e avalie o valor da entrada que você pode dar.

E não se iluda, avalie o custo total do financiamento, e não só o menor valor de parcela ou maior prazo oferecido. Ou seja, faça a soma das parcelas, e veja quanto você estará pagando no total. E lembre-se que veículos em geral perdem valor de mercado rapidamente. Portanto avalie quanto você irá pagar no total, e quando o seu veículo estará valendo no final do prazo.

No caso do consórcio, apesar de não ter juros, avalie a taxa de administração, e o prazo total que pode levar para ser sorteado e veja se esse prazo irá te atender. Lembre-se que você pode dar lances e antecipar o recebimento do crédito, no entanto, se esse não for o caso, saiba que você vai contar com a sorte e portanto, pode ser o primeiro ou o último sorteado no período.