Muitas polêmicas foram geradas a respeito do uso de máscaras por crianças, deixando os pais confusos e expondo a família e pessoas do convívio ao risco. Os pequenos são desde o início o grupo com menos risco de apresentar sintomas e desenvolver a doença grave, alguns chegaram a acreditar que as crianças não poderiam transmitir o corona vírus e muitas mentiras circulam nas redes sociais, causando pânico coletivo e dificultando o trabalho das autoridades de saúde para conter a doença.

 

Verdades x mentiras

1. Nem todas as crianças precisam usar máscara

Verdade – essa frase está correta porque segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria as crianças menores de 2 anos NÃO podem usar máscara devido a salivação mais intensa nessa idade por conta do nascimento dos dentes. A máscara nesse caso ficaria sempre húmida impedindo a proteção do acessório. Outro detalhe é que as vias respiratórias são muito pequenas e a criança corre risco de sufocamento.

Em relação às crianças mais velhas que tiverem a coordenação motora comprometida, os pais devem avaliar como proceder, caso elas possuam uma dificuldade para remover a máscara se houver necessidade.

 

2. A máscara faz a criança ficar intoxicada com o próprio gás carbônico

Mito – as moléculas de gás carbônico são tão pequenas que passam pelas fibras dos tecidos. Essa ideia não possui nenhuma comprovação científica.

 

3. As crianças não contaminam os adultos

Mito – apesar de os casos com crianças serem bem raros em relação aos adultos, se uma criança estiver assintomática ela pode transmitir o vírus através do contato direto com as pessoas próximas, ou pela manipulação de objetos.

 

4. O uso da máscara atrapalha a respiração e absorção de oxigênio

Mito – muitos pais ficaram receosos de haver uma falta de oxigênio que pudesse causar problemas ao desenvolvimento neuromotor da criança com o uso da máscara, mas isso não é verdade. As máscaras são respiráveis tanto para adultos como para crianças. Se não fosse assim, as pessoas iriam estar desmaiando por todos os lados já que a máscara impediria a entrada do oxigênio independente da idade.

 

Anúncios


5. A máscara precisa ser trocada a cada 3 horas

Verdade – a respiração constante, a fala e o ambiente por onde a criança passa, vão acumulando umidade e possíveis bactérias e vírus podem aderir ao tecido tornado a função de proteção da máscara inútil.

 

6. Crianças podem brincar com outras crianças durante a pandemia

Verdade – as crianças podem usar parques e praças quando abertos para manter a socialização, as brincadeiras de contato físico é que estão proibidas. É preciso que os pais e pessoas próximas a criança estejam em plena saúde, e não apresentem nenhum sintoma, além da criança estar sem nenhum sinal de gripe ou resfriado. Usar sempre o álcool em gel caso manipule algum objeto ou brinquedo comum.

7. Crianças com autismo, ou qualquer limitação psicológica não precisa usar a máscara

Verdade – antes de abolir a máscara de crianças com algum grau de autismo ou outro problema relacionado a capacidade de discernir os fatos da realidade que estamos enfrentando fica desobrigado a usar a máscara, mas os pais podem avaliar bem, antes de abolir o uso.

A criança pode entender que existe uma importância para usar e ainda aprender a colocar e retirar sozinhas.

 

Como ajudar as crianças que não gostam de usar máscara.

O incomodo não é só para nossos pequenos, a máscara esquenta, cansa a respiração e impede uma boa comunicação com as pessoas, para os menores que ainda não possuem uma boa compreensão do que estamos vivendo, pode ser muito difícil aceitar seu uso, mas existem vídeos lúdicos no Youtube que podem dar uma forcinha para as crianças mais resistentes.

Os pais precisam passar confiança para seus filhos sobre a sua segurança ao usar uma armadura de pano contra um vilão invisível. Estamos vencendo as batalhas até o dia em que esse malvado será derrotado.