O Natal de 2021 vai ser, com certeza, uma data para matar a saudade de todos aqueles que não vimos durante a pandemia. Principalmente por ser possível visitar toda a família depois de um ano de reclusão social, né?

Mas nós sabemos que as festas de fim de ano traz junto consigo muitos gastos, seja com presentes, viagens, comida, entre outros… Mas será que é possível reunir a família, rever os amigos e aproveitar tudo isso sem gastar muito dinheiro?

A gente tenta ao máximo gastar pouco, mas esperamos o ano todo por essa data e fica difícil não aproveitar bem, não é mesmo? Mas a resposta é sim: é possível festejar no Natal sem ficar endividado.

Para te ajudar nesse momento, o Alto Tietê Web elaborou uma lista com algumas dicas que podem auxiliar a sua economia na ceia de Natal. Vem ver!

Os preparativos são tudo!

  1. Antes de tudo, você precisa saber quantos convidados você vai ter para a ceia de Natal. Esse número irá guiar o resto de todos os outros passos.
  2. Decida o que irá servir no jantar. O menu é extremamente importante para realizar o próximo passo.
  3. Lista de compras é importante! Não se esqueça de anotar os ingredientes que você vai precisar para realizar que cardápio será servido.
  4. Faça um orçamento. Quanto ficará o jantar para cada um dos convidados, mais ou menos?
  5. Também há a possibilidade dos convidados levarem um prato. Seja uma salada ou sobremesa, já irá ajudar na economia. Assim, fica mais fácil para todo mundo.

Indo às compras

Agora que você já sabe o que vai precisar comprar e o quanto de cada ingrediente irá precisar usar, é muito mais fácil de se organizar no supermercado.

Mas fique atento! Pesquisar antes é um ponto chave para quem deseja economizar na ceia de Natal!

O que puder comprar com antecedência, melhor. Claro que os ingredientes perecíveis precisam estar frescos, mas outros itens não perecíveis podem ser comprados antes com um preço inferior ao da última hora.

A melhor dica sempre será: se adiante em todos os casos. Tudo fica mais caro na hora, no horário de pico ou quando há temporada/movimentações fora do normal. Então, se prepare, compre antes, aproveite as promoções e fique de olho no que você realmente precisa.

Anote quais são suas prioridades e pesquise. Onde eu posso encontrar esse produto em promoção? Vale a pena pagar esse valor?

Tenha paciência. Para pesquisar os melhores preços e ponderar o que será melhor para o seu bolso, é preciso ir às compras com calma e com tempo. Por isso, não leve as crianças ou idosos junto.

Anote os seus gastos. Ok, comprei tudo o que precisava, e agora? Agora é hora de anotar para ter controle do que você gastou e saber se você deve economizar ou se pode aproveitar mais.

Quanto ao pagamento

É muito importante que você tenha em mente o quanto você pode gastar. O ideal é você reservar um dinheiro só para isso, e dessa forma, você não terá pendências no ano que vem com as faturas do cartão de crédito.

A partir do orçamento, você terá uma ideia do quanto a sua compra custará. Com isso, você poderá traçar uma média do quanto reservar somente para essa compra.

Mas, caso você precise usar o cartão de crédito, fique atento no melhor dia de compra, e confira em qual situação você terá mais tempo para pagar a fatura.