A pessoa está negativada e anda contando as moedinhas para saber como e quando vai poder pagar suas penosas dívidas.

A atitude é louvável: é um primeiro movimento de quem está disposto(a) a por a mão no bolso para ‘limpar’ o nome.

O problema é que, muitas vezes, o que se juntou ainda não é suficiente para dar conta de se recuperar o crédito que se perdeu.

Nessas horas, faz-se necessário a busca por um aporte financeiro no mercado. Inclusive em empresas ‘especializadas’ em negativados.

Neste post, vamos analisar a proposta da DTC Empréstimos e como a empresa lida com as informações que coleta de seus clientes.

Sobre a DTC Empréstimos

Trata-se de uma plataforma 100% online especializada na intermediação de empréstimos pessoais para várias categorias.

A financeira é uma microempresa individual (MEI), sediada em Salvador (BA), com mais de sete anos de atuação, segundo consulta nossa ao CNPJ disponível no site.

A atividade econômica principal descrita na Receita Federal é de ‘promoção de vendas’. O contato é o (71) 3018-9080.

A quem a empresa presta serviços?

A DTC informa atender pessoas físicas e jurídicas. Em relação às físicas, as linhas de créditos são para:

  • Aposentados
  • Assalariados
  • Autônomos
  • Militares das três Forças Armadas (Aeronáutica, Exército e Marinha)
  • Pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)
  • Servidores públicos estaduais, federais e municipais

Já em relação às pessoas jurídicas, não faz especificação. A estas, a DTC aponta como vantagens o seguinte:

  • Aprovação de crédito com rapidez e segurança
  • Disponibilidade de dinheiro em conta em até 48 horas

Por falar em segurança, que garantia a DTC me dá?

A empresa garante em sua política de privacidade o resguardo de todas as informações coletadas “de acordo com os padrões rígidos de segurança e confidencialidade”.

Anúncios


Diz ainda que as informações são coletadas passam “por meios éticos e legais” e passam por processo de criptografia.

A DTC informa também que os usuários são informados sobre os dados a serem solicitados, facultando-lhes a “opção de escolha para fornecimento ou não”.

Então meus dados não serão disponibilizados para terceiros?

Não. A financeira diz que, a salvo de uma determinação legal ou judicial, não vai transferir suas informações a ninguém.

Destaca ainda que os únicos que têm acesso são os funcionários autorizados – ou seja, os que atuam nas operações de crédito.

“Os funcionários que utilizarem indevidamente dessas informações, ferindo nossa política de privacidade, estarão sujeitos às penalidades do nosso processo disciplinar”, enfatiza a DTC.

Não apenas isso, cabe lembrar. Quem vaza dados pessoais sigilosos comete crime. A conversa é na Justiça.

Como intermediária, como ficam esta situação de sigilo em relação a outras instituições?

Ainda de acordo com sua política de privacidade, a DTC diz que o compartilhamento de dados com “outras organizações” se dará mediante adequação aos seus padrões de privacidade.

Informa ainda, no entanto, que poderá trocar informações sobre os clientes com “fontes respeitáveis de referência e serviços de compensação”.

Eu me interessei e quero saber mais sobre DTC. O que fazer?

Clique no botão abaixo e confira mais informações.