Como saber se é melhor abastecer com gasolina ou etanol?

Se você tem carro flex, com certeza você já se fez esta pergunta.

Diante dos sucessivos aumentos da gasolina, esta resposta pode fazer toda a diferença e ainda te ajudar a economizar uma boa grana!

E qualquer economia é bem-vinda, ainda mais nesta época de pandemia.

No post de hoje vamos trazer um cálculo rápido para você saber, de uma vez por todas, o que é mais econômico: álcool x gasolina?

Vamos trazer uma fórmula básica para você não titubear quando chegar a um posto de combustíveis.

Basta fazer um cálculo rápido para poder optar pelo etanol ou pela gasolina e sair com a certeza de não ter perdido dinheiro.

 

Gastos com combustíveis sempre pesam

A pandemia alterou significativamente o cenário econômico mundial.

No controle de gastos familiar, certamente o gasto com veículo abocanha boa parte do orçamento.

Há algumas décadas, inclusive, havia uma máxima de que ter carro era o mesmo que sustentar uma família. Ou uma segunda família.

Anúncios


E o motivo deste ditado era principalmente o gasto com combustível, em uma época em que os veículos não eram tão econômicos quanto hoje em dia.

Então o que você pode fazer para economizar no consumo de combustível?

E se na escolha certa do combustível fosse possível economizar uma boa quantia, principalmente se o seu carro é flex (bicombustível).

 

 

Qual a diferença entre álcool e etanol?

Antes de tudo, talvez não precise te explicar isso, mas nunca é demais repetir.

É melhor pecar por excesso de informação, diz um ditado.

Sim, álcool e etanol são basicamente a mesma coisa.

Se a substância é a mesma, porque mudou o nome?

Ocorre que há muitos anos se chamava álcool, mas por conta do interesse em exportar, o nome mudou para etanol. Nos EUA, é ethanol.

A mudança ocorreu em setembro de 2010, por conta de uma resolução da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

O que muda é a mistura. O etanol comum, que é o álcool hidratado, pode ter de 92,1% a 96% de graduação alcoólica.

Já o álcool anidro (aditivado), misturado a gasolina, é praticamente puro, tem 99,6%.

 

Como calcular se é melhor abastecer com etanol ou gasolina

Muitos especialistas têm apresentado um cálculo simples, que, em geral, teria algum significado.

Se o etanol estiver custando até 70% do custo do litro de gasolina, pode escolher o etanol que você vai estar economizando dinheiro.

Este cálculo é muito conhecido e se justifica porque é baseado no fato de que o álcool combustível tem apenas 70% da energia da gasolina.

Em geral, um carro que recebe etanol vai ter 30% a menos de autonomia do que se tivesse usado a gasolina.

 

Como é o cálculo entre etanol x gasolina

Mas há uma equação que é mais rápida de fazer e mais certeira.

Com isso, você não precisa perder aqueles décimos de segundos quando você estiver escolhendo que bomba estacional no posto de combustíveis.

Para saber se na hora de abastecer seu carro é melhor um ou outro combustível, basta dividir o preço do litro do etanol pelo preço do litro da gasolina.

O resultado desta divisão certamente resultará num valor menor que 1.

E aí está o x da questão.

Se esse valor for menor que 0,7, então, o etanol é mais vantajoso para abastecer.

Por outro lado, se o número resultante da divisão for maior que 0,7 você deve optar pela bomba de gasolina.

 

Um exemplo prático para decidir entre álcool e gasolina

Agora que você entendeu o cálculo, vamos praticar para você mesmo sair fazendo o cálculo no próximo abastecimento.

Assim, você pode fazer esta “continha” de forma rápida, sem tirar o frentista do sério pela sua dúvida na bomba, fazendo gerar fila por conta da demora.

Considerando os valores aproximados, vamos a um exemplo: Se o preço do etanol estiver em R$ 3,30 e o preço da gasolina, R$ 5,30, por qual devo optar?

Vamos ao cálculo: divida os 3,30 do etanol pelos 5,30 que é o preço da gasolina e você terá 0,62. Neste caso, vale a pena colocar etanol.

Outro exemplo: se o preço do etanol chegar a R$ 3,55 e o preço da gasolina R$ 4,99, qual produto devo abastecer?

Perceba que o resultado da divisão foi de 0,711.

Desta maneira, valeria a pena colocar gasolina.

 

É preciso considerar algumas variáveis

É claro que estes cálculos e pesquisas foram realizadas com alguns veículos específicos para a amostragem.

Também há outras variáveis que podem ser consideradas para esta análise sobre consumo e economia.

A tecnologia do veículo é uma delas. O trajeto a ser percorrido, o relevo, as condições dos pneus e, principalmente, o perfil de direção do motorista.

Mas o teste mais garantido de todos é aquele que você mesmo faz no seu próprio veículo, rodando com ele em uma área bem conhecida sua.

Portanto, indiferente da fórmula apresentada, faça você mesmo seu teste para ter a certeza da economia.