Crises econômicas podem trazer complicações para muitas pessoas. Foi possível perceber isso com a pandemia do novo coronavírus, em que muitas pessoas perderam o seus empregos e muitas empregas fecharam as portas.

No entanto, muitos dos males provocados por crises podem ser evitados, se forem tomadas medidas para isso.

Neste post, vamos te dar algumas dicas para que você consiga manter seus gastos sob controle, e evite ter problemas maiores. Confira!

Coloque as finanças pessoais e familiares em ordem

Sabemos muito bem que uma crise econômica é uma situação bem complicada. Dessa forma, esse tipo de situação exige muito controle e disciplina financeira.

Sendo assim, a primeira coisa a ser feita é organizar as finanças pessoais ou familiares.

Para fazer isso, pegue um pedaço de papel, ou utilize um programa de planilhas eletrônicas ou app, e crie uma planilha para montar o seu orçamento.

Comece registrando todos as suas fontes de renda na planilha. Se você tem família, anote a renda de cada uma das pessoas que moram com você.

Com as suas receitas anotadas, registre todos os seus gastos na planilha. Quando falamos todos, são todos mesmo! Inclusive aquelas despesas pequenas, que parecem não pesar muito no seu orçamento.

Caso você esteja fazendo um orçamento familiar, é preciso contar a colaboração de todos. Afinal de contas, você também precisa registrar todas as despesas de cada membro da sua família.

É importante que você divida os seus gastos em categorias, como alimentação, transporte, vestuário, etc. Isso vai ajudar bastante na hora de identificar os gastos supérfluos, que podem ser facilmente cortados do seu orçamento.

Corte os gastos supérfluos

Tempos de crise exigem alguns sacrifícios, pois é preciso dar prioridade à economia, e gastar o mínimo possível. Portanto, será necessário cortar alguns dos seus gastos.

Primeiramente, analise cada uma das suas despesas (e a de seus familiares). Avalie quais deles não são tão necessários assim, e podem ser facilmente eliminados do seu orçamento. Talvez seja necessário reavaliar as opções de lazer, por exemplo.

Além disso, é importante tentar reduzir os gastos com energia, água e telefone, por exemplo. Portanto, tente pensar em formas de economizar para ter que pagar um valor menor.

Se você possui família, é necessário ter uma conversa franca com ela. Tente explicar a situação da família, o porquê da necessidade de cortar gastos e economizar, e pedir a cooperação de todos.

Ao fazer isso do jeito correto, você pode economizar bastante dinheiro e, ainda, fortalecer os laços familiares.

Tenha disciplina e evite compras impulsivas

Os cortes no seu orçamento são necessários para manter suas finanças sob controle durante uma crise. Além disso, é preciso ter força de vontade e disciplina para manter tudo nos conformes.

As compras impulsivas, por exemplo, podem comprometer o seu orçamento, o que pode ser um erro grave durante uma crise.

Sendo assim, a disciplina financeira pode ser uma excelente aliada para evitar esse tipo de compra. Tente refletir sempre que você sentir vontade de comprar um produto ou assinar algum tipo de serviço. Será que essa compra realmente é realmente necessária para a situação atual ou ela só vai representar um gasto supérfluo?

Não se esqueça de estimular a disciplina financeira para seus familiares. Portanto, certifique-se de ensiná-los a tomar cuidado com as compras impulsivas.

Guarde seu dinheiro em uma aplicação segura

Investimentos podem ser uma ótima forma de fazer o seu dinheiro render. Entretanto, investir durante uma crise pode ser bem arriscado. Principalmente se você não possui muitos conhecimentos sobre a área.

Dessa forma, pesquise por aplicações seguras antes de fazer qualquer investimento. É importante assegurar que você não perca nenhum dinheiro durante uma crise.

O Tesouro Direto, o CDB e as LCI e LCA podem ser aplicações interessantes para isso. Elas possuem um rendimento maior do que a poupança, e a mesma segurança.

Além disso, guarde uma parte do seu dinheiro para fazer uma reserva de emergência. É sempre bom ter um dinheiro guardado para ser usado no caso de um imprevisto.

Com a reserva de emergência, você sempre terá um dinheiro reservado para isso. Dessa forma, você pode evitar o comprometimento do seu orçamento e a criação de dívidas, já que com uma reserva bem organizada não há necessidade de solicitar um empréstimo.

Cuidado com o cartão de crédito!

Já que acabamos de falar sobre dívidas, é uma boa ideia abordar o cartão de crédito. Sim, ele pode ser bem útil para qualquer pessoa, mas também pode gerar dívidas com uma taxa de juros muito alta.

Para ficar longe desse tipo de dívida, avalie se usar o cartão de crédito durante uma crise é realmente uma boa ideia.

Se você perceber que ele vai mais atrapalhar do que ajudar, o cancelamento do mesmo pode ser uma alternativa interessante.

Caso você ache que ele não vai te atrapalhar, tente usá-lo com a menor frequência possível. Reserve seu uso para, por exemplo, comprar algum produto mais caro, que seja realmente necessário.

Se outras pessoas da sua família tem acesso ao cartão de crédito, faça essa mesma avaliação.

Durante uma crise todo cuidado para evitar dívidas é pouco!