“A gente entende que este é um momento delicado para todos, e, por isso, vamos tentar ajudar o maior número possível de pessoas, dentro da nossa capacidade”! Foi assim que o Nubank anunciou a criação de um fundo no valor de de R$ 20 milhões, destinado à apoiar seus clientes durante a Pandemia do Coronavírus (Covid-19);

O roxinho que caiu na graça do mercado financeiro do Brasil, assumirá o pagamento de compras de seus clientes referentes a comida e também de consultas médicas. Para isso, a fintech fechou parcerias com empresas que oferecem serviços nessas áreas, como o Hospital Sírio-Libanês, o aplicativo de atendimento psicológico Zenklub, o aplicativo de pet-shop Zee.Dog e empresas de delivery, como iFood e Rappi.

Por isso, a origem desses recursos são as verbas de marketing da fintech e outros ganhos de eficiência, seu maior propósito é custear o atendimento médico e psicológico remoto via video, pedidos de supermercados e farmácias e comidas em modo delivery.

Como Funciona a Iniciativa de R$ 20 Milhões?

A estratégia do Nubank para minimizar os danos causados pelo coronavírus em seus clientes funciona através do contato direto do cliente com o banco. “A gente entende que este é um momento delicado para todos – e, por isso, vamos tentar ajudar o maior número possível de pessoas, dentro da nossa capacidade.”

Quando o cliente estiver precisando de um serviço médico ou relacionado a delivery, inclusive de alimentação, ele pode entrar no seu aplicativo do Nubank e explicar suas necessidades para a equipe via telefone, chat ou e-mail. O Nubank direciona o cliente para um parceiro da iniciativa, na medida do possível.

Segundo o banco, sua equipe de atendimento já está sendo treinada para ouvir as necessidades dos clientes e atendê-los da melhor maneira possível, sempre disposta a buscar formas de auxiliá-lo.

É importante destacar que, mesmo com novas solicitações, as dúvidas e pedidos relacionados aos serviços financeiros tradicionais do Nubank continuarão sendo respondidas normalmente.

Quais Benefícios os Parceiros Vão Oferecer?

Em um sentimento de unidade, as empresas parceiras do Nubank estão prestando seu apoio para auxiliar os clientes da fintech nesse momento de adversidade. Entre elas se destacam:

  • Hospital Sírio-Libanês

O Hospital Sírio-Libanês é um complexo hospitalar brasileiro com sede na cidade de São Paulo e atuação também em Brasília. Fundado em 1965, é considerado um dos mais importantes centros médicos da América Latina. O hospital disponibilizou mil atendimentos em sua plataforma online de teleorientação médica. O banco vai usar parte da verba do seu fundo para criar vouchers gratuitos de atendimento médico e entregá-los para seus clientes, de acordo com a necessidade de cada um.

Início: Ao longo da semana do dia 23

  • Zenklub

O Zenklub é uma plataforma online que permite ao usuário cuidar da sua saúde emocioal sem sair de casa. Psicólogos, terapeutas e coaches de todas as especialidades são ideais para te auxiliar a cuidar da sua auto-estima, bem estar e saúde mental. Por conta disso, o Nubank criou uma parceria com esses profissionais que visa oferecer vouchers para seus clientes que tiveram que interromper o tratamento devido à quarentena, ou precisam com urgência de iniciar um novo tratamento sem custo.

Início: a partir do dia 24 de março.

  • Zee.Dog

Com o propósito de conectar os cachorros às pessoas, a Zee.Dog trabalha com acessórios de alta qualidade e divertidos para cães e seus donos, com quiosques espalhados em diversas cidades, parte do valor de cada produto comprado no Brasil é doado para salvar vidas de animais abandonados. A empresa anunciou que todos os clientes do cartão roxinho terão direito a 20% de desconto na primeira compra feita usando o aplicativo.

Além desse desconto, o Nubank custeará mais atendimentos médicos e itens para os pets, com vouchers de até 100 reais de desconto em compras no app, que funciona apenas nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Início: ao longo da semana do dia 23.

  • iFood

Atuante no ramo de entrega de comida pela internet, o aplicativo iFood foi criado em 2011 e hoje já faz parte da rotina de milhares de usuários, com presença no Brasil, Argentina, México e Colômbia. O atendimento do banco poderá oferecer créditos para os clientes que precisarem de entrega de comida. Todo valor da compra e entrega serão pagos pelo Nubank.

No entanto, sua parceria com o banco vai além de vouchers de comida gratuitos, mas da ajuda da equipe de atendimento Nubank na hora de baixar, instalar o download do iFood e solicitar a refeição para aqueles que estiverem com dificuldades de realizar esse processo.

Início: 24 de março

  • Rappi

A Rappi é uma startup colombiana, mas que também atua com muita força no Brasil. Seu negócio é entregar de tudo na sua casa, até dinheiro vivo. No aplicativo, é possível solicitar compras de supermercado, pedidos em restaurantes, compras de outros produtos e até entregas de documento ou dinheiro.

“A Rappi oferece um serviço que se torna um hábito e que se incorpora ao estilo de vida das pessoas que levam uma vida caótica nas grandes cidades de países emergentes”, afirma Pedro Sorrentino, um dos cofundadores.

Diante da reclusão social, várias pessoas tem buscado na Rappi alternativas para receberem os produtos que necessitam sem sair de casa, por isso o Nubank entrou em contato com a empresa e vai oferecer vouchers sem custo algum aos clientes que mais precisam ficar em casa, como os que estão em grupo de risco, como idosos, pessoas com asma, pressão alta e diabetes.

Se você não tem familiaridade com o aplicativo, também pode pedir auxílio aos colaboradores do Nubank, ou da própria Rappi na hora de acessar o aplicativo que eles já receberam treinamento para te ajudar da melhor maneira possível.

Início: Ao longo da semana do dia 23

Outras Necessidades também serão atendidas

“Aqui no Nubank, a gente sempre trabalhou para ajudar os nossos clientes. Isso é parte da nossa missão de empoderar as pessoas e dar a elas mais controle sobre a sua vida financeira”. Essa afirmativa está no portal do banco e em um momento tão atípico da economia, a empresa afirma que está adotando todas as medidas possíveis para minimizar o impacto do coronavírus na vida financeira dos seus clientes.

Casos como empréstimo pessoal e mudança de data nos pagamentos das faturas, também estão sendo avaliados através dos canais de atendimento. “Muitos times aqui no Nubank estão trabalhando dia e noite para desenvolver alternativas mais flexíveis para esse momento tão difícil, inclusive com taxas de juros reduzidas e prorrogação de vencimentos.”

No entanto, é necessário frisar que não há uma solução única para todos os casos. Os atendentes da fintech estão se esforçando para ouvir a demanda e encaminhar para a melhor solução financeira, de acordo com a necessidade específica do cliente. “Ajudar de forma personalizada, e não automática, permite que a gente ofereça mais aos clientes que realmente precisam.”