Lembra quando você precisava ter HD extra ou pendrive para arquivar coisas importantes do trabalho ou da faculdade?

Ou ter CD e DVD para arquivar jogos e filmes? Pois é, você nem se deu conta, mas se você não faz mais isso, é porque o armazenamento em nuvem já chegou até você.

A computação da nuvem veio para mudar o mundo. E o mercado também.

Esta tecnologia já vinha dinamizando o mundo corporativo, suprindo novas demandas.

Aí surgiu a pandemia, que acelerou todos os processos tecnológicos em si, e deu uma apressada na maior adesão da computação em nuvem.

O home office e todas as demandas de um novo normal, com pessoas trabalhando de suas casas são apenas alguns motivos que levaram a computação em nuvem explodir.

Quer saber mais como esta tecnologia veio para mudar o mundo, confira neste post.

Vamos trazer informações para te ajudar a entender melhor porque arquivar dados em nuvem já é uma realidade para grande parte das empresas.

 

Entenda como a computação em nuvem chegou até você

Talvez você não tenha parado para pensar, mas já está fazendo uso de sistemas que operam com dados na nuvem. E não faz pouco tempo.

Sejam aplicativos, seja rastreamento de contatos ou serviço de entrega porta a porta, hoje em dia é praticamente impossível trabalhar sem usar a computação em nuvem.

Anúncios


E não só para trabalho, ela é imprescindível para a medicina remoto, a telemedicina, além da diversão em casa, pois permitiu o boom do streaming, que foi a salvação para muita gente em tempos de loockdown.

A cloud computing nasceu das Big Techs, como Google e Microsoft.

Depois o serviço foi sendo prioridade para outras empresas, como a Netflix e a Amazon, por exemplo, até que mudou o mercado, chegando a imensa maioria das empresas.

 

Saiba o que é a tecnologia da computação em nuvem

 

Filmes, jogos e músicas, cada vez mais, serão entregues a você pelo armazenamento em nuvem.

Não há outro caminho mais viável do que a nuvem para streaming de música, vídeo e jogos.

Se no entretenimento já é assim, imagine você a revolução que a computação em nuvem vem fazendo no mundo corporativo.

Não sei se você sabe, mas a nuvem é a espinha dorsal da tecnologia e de todo este ecossistema que orbita em volta dela.

A tecnologia que utiliza servidores ‘hospedados na nuvem’, acessados via rede, para guardar os dados traz agilidade, economia e cria oportunidades para empresas de segmentos variados.

 

Entenda como a computação em nuvem revolucionou o mercado

 

A cloud computing otimiza os custos e melhora os processos nas empresas, uma vez que agilidade é cada vez mais necessária.

E não é só isso, ela traz produtividade em larga escala e se torna essencial em casos de expansão de mercado.

A computação em nuvem veio para somar, para reduzir distâncias e reduzir despesas, democratizando os negócios, aproximando as distâncias geográficas.

A computação em nuvem permitiu que novas empresas entrassem no mercado.

Quando se diz que ela dinamizou o mercado, é verdade, pois aumentou a competitividade, fazendo com que gastos como energia elétrica, infraestrutura e TI fossem fracionados.

Isso permitiu à empresa terceirizar o armazenamento e o backup de seus dados para focar no seu produto ou serviço, que é o que realmente importa.

Tudo isso, substituído por uma migração para um servidor na nuvem, gerando redução de custos de armazenamento e operacionalidade.

Sem contar que este custo pode ser pagos ao longo de meses, como se fosse um plano de assinaturas, ao contrário de implantar um sistema local, onde é preciso desembolsar uma grande quantia antecipada.

 

Saiba quais as vantagens da computação em nuvem

A tecnologia de arquivamento de dados em nuvem tem como vantagens, além da segurança, a agilidade nos processos.

Esta ferramenta além de ser uma alternativa segura para o armazenamento, gerenciamento e processamento de dados, possibilita às organizações uma melhor distribuição de recursos.

Esta tecnologia permite, junto ao home office, por exemplo, incrementar novos hábitos e acrescentar muito à qualidade de vida, com a redução de custos, não apenas de transporte dos colaboradores.

 

Entenda a computação em nuvem e o home office

O mundo pós pandemia fez com que muitos empresários optassem por dinamizar o trabalho remoto.

Oferece redução de custos e de investimentos em infraestrutura física, ao passo que permite que boa parte dos colaboradores trabalhem remotamente.

Desta forma, não se torna necessário ter ao seu dispor tanto espaço físico, nem gastos  de auxílio-transporte, há economia de energia, papel, telefone e uma série de fatores.

Com este “novo normal no mundo corporativo” como seria para um colaborador que esteja trabalhando remotamente poder acessar dados da empresa estando em sua casa?

Com esta tecnologia, você pode trabalhar, acessando dados da empresa mesmo estando em casa.

De forma compartilhada, pode realizar tarefas ou mesmo trabalhar em conjunto com “colegas de departamento”, cada qual na sua casa.

 

Saiba por que alguns ainda relutam em usar a tecnologia em nuvem

Apesar de ser segura, a decisão de migrar todos os dados da empresa para a computação em nuvem, precisa ser analisada.

Com tanto vazamento de informações, inclusive de órgãos da Justiça, como ocorreu recentemente no Brasil, sempre há desconfiança.

Mas para quem sempre tem uma pulga atrás da orelha é importante dizer que a ideia de migração deve ser bem pensada, pelo menos com parte das informações e dados da sua empresa.

Por outro lado, há toda uma tecnologia por trás, atuando nos bastidores e sempre criando barreiras de segurança, para garantir que tudo fique seguro.

Por este motivo, pode-se dizer que não há mais dúvidas que a tecnologia de computação na nuvem veio para impulsionar os negócios.

E aliada ao “novo normal”, podemos dizer que ela é tão importante como a internet ou a energia elétrica para podermos trabalhar.