No último ano de eleições presidenciais, em 2018, foram 147.918.483 eleitores aptos que participaram do processo eleitoral. Desse número, no 1º turno, houve um índice de comparecimento de 76,85%, equivalente a 113.677.586. Entretanto, o índice de abstenção ao voto foi alto, chegando a 23,15%, equivalente a 34.240.897 de eleitores brasileiros. 

Já no 2º turno de eleições, foram 38.577.128 eleitores aptos à votação. Desse número, 70,47% compareceu, totalizando 27.184.849 eleitores que compareceram. Em contrapartida, foram 11.392.279 eleitores que privaram seu voto, sendo 29,53% do número de eleitores aptos que tiveram abstenção no 2º turno. 

Ainda assim, os números de abstenção dos votos são consideráveis. No ano de 2022, entretanto, é necessário que mais pessoas participem do processo eleitoral de modo a fortalecer a democracia brasileira. 

Por isso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estendeu o prazo da regularização do título até o dia 04 de maio, de modo a incentivar a participação regular de mais eleitores. Entretanto, algumas pessoas perderam esse prazo e não conseguiram se regularizar a tempo. O que fazer nessas situações? 

A gente te explica! Vem ver como regularizar sua situação eleitoral e participar das eleições de 2022!

Como ter a situação eleitoral regular?

Para que sua situação eleitoral esteja regular você não deve ter provocado nenhuma causa de cancelamento (faltar à revisão de eleitorado, por exemplo). 

E para ter quitação eleitoral, você deve estar com o voto em dia, ter justificado as ausências e atendido às convocações da Justiça Eleitoral (para trabalhar como mesário, por exemplo) ou ter pagado as multas que tiverem sido aplicadas.

Como saber se está tudo certo com meu título?

Consulte a sua situação eleitoral em Certidão de quitação eleitoral. E ATENÇÃO: para quem já baixou o e-Título, a verificação é automática! Se seu título foi cancelado, você só pode regularizar a situação eleitoral depois das Eleições 2020, quando o cadastro eleitoral é reaberto.

O que é o e-Título?

O e-Título é um aplicativo de celular que gera a via digital do título de eleitor e oferece vários serviços relacionados a esse documento. Ele permite o acesso rápido e fácil às suas informações cadastradas na Justiça Eleitoral, como a conferência da sua situação eleitoral e seu local de votação. Você também pode consultar seus débitos e emitir multas! Baixe agora o e-Título (disponível em iOS e Android).

No dia da eleição, leve um documento oficial com foto: carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação. 

Leve também seu título de eleitor, já que nele constam informações sobre a zona e a seção eleitoral. Se preferir, baixe e instale o e-Título. 

Perdi o prazo, e agora?

Se você perdeu o prazo de regularização do título, você pode solicitar uma certidão circunstanciada, que atesta que você procurou a Justiça Eleitoral para regularizar a sua situação fora do prazo estabelecido (04 de maio).

Essa certidão permite que você exerça alguns direitos, como a emissão de passaporte ou a matrícula em instituições públicas de ensino, mas não habilita o cidadão a necessariamente votar. Essa ação irá depender da aceitação ou não do documento por parte do órgão, ou organização.

Se você faz parte do público que perdeu o prazo, não se preocupe. Ainda há chances de regularizar seu título para a próxima eleição. Entre em contato com a zona eleitoral mais próxima da sua residência ou ligue para o disque eleitor. Dessa forma, eles irão te direcionar de forma correta a respeito das possibilidades na sua região.