Além de ser de graça, agora ficou ainda mais fácil. Sim, pode comemorar.

Se o Pix já chegou chegando, para mudar e zerar nossa forma de fazer transferências bancárias, agora o queridinho do brasileiro tem uma nova funcionalidade.

Desde o início de abril, o Pix permite a integração com as listas de contatos do celular.

Se você cadastrou o número do seu celular como chave Pix, isso vai facilitar a sua vida,  tornando ainda mais fácil o pagamento.

Mas não é apenas ao número de telefone que esta funcionalidade de verificação de chaves Pix se aplica. Vale também para quem colocou como chave o seu endereço de e-mail.

 

Mudanças no Pix já foi publicada no Diário Oficial

A mudança já foi publicada no Diário Oficial da União em março, prevendo entrar em vigor a partir de 1º de abril.

Mas ainda é opcional para as instituições financeiras que já oferecem o Pix. Elas podem oferecer ou não esta comodidade ao usuário através da integração de contatos do smartphone.

 

O que muda na prática com esta mudança?

Anúncios


 Vamos supor que você cadastrou seu Pix no banco A e usou como chave Pix o seu número de telefone.

A partir de agora, qualquer pessoa que tiver seu número salvo na lista de contatos dela, vai poder encontrar seu Pix dentro do app do banco e poderá fazer a transferência do dinheiro para você sem ficar te perguntando: qual é tua chave Pix.

Em resumo, pelo seu nome salvo nos contatos dela ela vai poder fazer um Pix para você. Simples assim! Sem precisar perguntar qual sua chave Pix.

Mas não se engane, não vai ser qualquer pessoa que vai achar seu telefone, ou seja, sua chave Pix.

Somente as que tiverem o seu número salvo na lista de contatos do smartphone delas é que vão poder visualizar e encontrar seu nome no app do banco onde têm o Pix cadastrado.

E mais uma coisa: se você achou exposição demais e não quiser ser facilmente encontrado, não tem problema.

Para isso, basta excluir o celular como chave Pix diretamente na sua instituição financeira e seus problemas acabaram, ninguém mais vai te localizar na hora de fazer um Pix.

 

Saiba quais as outras novidades do Pix

O Pix é tão novinho e não para de surpreender a gente não é mesmo? Tem mais novidades pintando por aí.

Desde o início do mês não tem mais limite diário de transação pelo Pix. Acabou a proibição, seja para envio ou recebimento, seja para fazer como para receber um Pix. Que maravilha, não é?

Outra novidade é que a partir deste mês é possível mudar seu nome no Pix sem precisar excluir seu Pix e depois ter que registrar novamente uma chave.

E o bom disso é que a mudança vale para quase todo mundo, seja usuário pessoa física ou jurídica.

Esta comodidade não vem em boa hora apenas para um capricho de quem quer mudar o nome assim como mudava o nickname no antigo Messenger. Poxa, agora entregou a idade, pois é…

Segundo a declaração do próprio Banco Central, o pai do Pix, esta troca vai facilitar para quem precisa atualizar o nome, como em caso de mudança de sobrenome devido a casamento.

Outra necessidade de troca de nome é quando uma empresa muda seu nome de fantasia, o nome que é apresentado ao público. Com isso, é menos burocracia, finalmente!

 

Números e bê-á-bá do Pix

O Pix realmente virou o queridinho do brasileiro. Sabe como é, quando é de graça, é fácil cair nas graças do povo.

Os números são gigantes, pois até o mês passado já eram 50 milhões de clientes com Pix, ou seja, entre quatro brasileiros, um já tinha cadastrado seu Pix.

Este sistema de pagamentos instantâneos do Bacen, permite a transferência gratuita entre contas bancárias 24 horas por dia. E em apenas 10 segundos, é mole?

Se você deu bobeira e ainda não cadastrou seu Pix, é fácil. A gente te deixa par.

Basta acessar o app do seu banco, que normalmente vai estar em destaque a chamada para você fazer seu Pix.

A partir disso, é só cadastrar as chaves eletrônicas, que pode ser seu número de telefone, e-mail, CPF ou CNPJ (para pessoas jurídicas).

Quem não quer usar nenhum destes dados, pode gerar um código ou chave aleatória, sem problemas.

Mas, não esqueça, são apenas cinco chaves por conta para pessoas físicas. As jurídicas têm limite superior, podendo chegar a 20.