Você pode pagar multas de trânsito com o seu cartão de crédito.
E não apenas as infrações, mas também as taxas de licenciamento de veículos e até o IPVA.
Aliás, você não só pode pagar, como também pode parcelar o pagamento destes tributos no cartão.
Quer saber como fazer, confira neste post até o final.

Veja como pagar multas com cartão de crédito

O primeiro passo para pagar suas multas de trânsito ou impostos do seu veículo usando o seu cartão é conferir o site do Detran do seu Estado.
Estas operações podem ser realizadas via instituições financeiras que são credenciadas pelo Detran.
Elas são intermediárias entre você, proprietário do veículo, e a operadora do seu cartão de crédito.
Ao fazer o pagamento com cartão, mesmo de forma parcelada, você fica liberado das pendências e poderá licenciar o veículo.

Veja o que diz a lei sobre pagar multas com cartão

A regulamentação permitindo este pagamento, inclusive de forma parcelada, não é tão recente.
Talvez você estivesse por fora dessa novidade.
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou a resolução que altera a forma de pagamento das multas de trânsito.
Da mesma forma, a resolução trata dos demais débitos relativos aos veículos.
E estes pagamentos poderão ser feitos em parcelas, por meio de cartão de crédito e débito.
Tratando-se de uma operação financeira, a regulamentação da atividade e a autorização para as empresas atuarem no Sistema Financeiro Brasileiro são do Banco Central.

Veja como multas poderão ser pagas com cartão de crédito

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou as novas regras para que os motoristas possam pagar multas de trânsito pelo cartão de crédito.
Antes da resolução, a única opção de pagamento para multas de trânsito era por boleto bancário.
Então, considerando a necessidade de aperfeiçoar a forma de receber as multas e débitos de trânsito, o Contran adotou novos métodos.
Pela Resolução 736, os motoristas poderão pagar várias multas de uma vez só e ainda parcelar o valor.
Se você optar pelo parcelamento, o Detran receberá o valor ‘à vista’, pois você vai ficar devendo à operadora do cartão.
Mas você precisa entender que esta comodidade de pagar com o cartão de crédito será mais cara.
Isso porque tem as taxas adicionais que vão ser cobradas pela operadora do cartão.

Saiba como funciona o pagamento de multas com cartão

O parcelamento das multas ou demais débitos de veículos pode englobar uma ou mais multas ou débitos de trânsito.
O órgão de trânsito receberá o valor integral no momento da operação e automaticamente deixará o veículo liberado.
Ou seja, você paga parcelada a multa, mas o Detran, por exemplo, receberá na hora.
Em outras palavras, a opção pelo pagamento parcelado se dá por operação financeira semelhante a um empréstimo.

Entenda quais são os pré-requisitos para pagar débitos de veículos com cartão

Em primeiro lugar, para financiamento com cartão de crédito você precisa ter cartão com limite disponível.
A operação caracteriza uma negociação privada entre você e a instituição financeira. Ou seja, o parcelamento da multa será pago à vista, mediante empréstimo.
As financeiras trabalham com livre concorrência de cobrança de taxas e de juros, e, portanto, poderá haver diferença nos valores cobrados.
Desta maneira, terá incidência de custos de financiamento, que você já deve saber, pois são o IOF, juros e outros.

Saiba quais casos não será permitido pagar multa com cartão

De acordo com a norma, não poderão ser parcelados apenas alguns tipos de débitos.
Quer saber quais são eles, confira abaixo:
-As multas inscritas em dívida ativa;
-Os parcelamentos inscritos em cobrança administrativa;
-Veículos licenciados em outros Estados;
-Multas aplicadas por outros órgãos que não autorizam o parcelamento.