Quem é pai ou mãe sabe que não está fácil ajudar o filho que estuda em casa porque a escola está fechada.

E quem não é pai ainda, mas tem irmãos menores em idade escolar, também deve estar sofrendo quando não sabe alguma resposta.

Todos em casa sabem que é uma missão (quase) impossível tirar as dúvidas dos pequenos, já que o professor nem sempre está acessível para fazer isso.

A pandemia mudou hábitos de todo mundo, mas em relação a educação é bem diferente.

Não se trata apenas de não poder ir jantar no restaurante preferido ou de estar proibido viajar para a praia ou para o exterior.

Se trata de educar seu filho, de ter medo de atrasar o aprendizado dele.

E, muito mais do que isso, se trata de não saber o que responder para uma perguntinha simples de terceiro ano das series iniciais. Às vezes, confesse, você fica até com vergonha de não conseguir ajudar.

 

Desafios do ensino remoto

A sala de aula, o laboratório e a estrutura física da escola, com suas maquetes e todo um espaço construído para aprendizagem não existem mais.

Foram substituídos pela mesa da cozinha, pela sala de TV ou pelo próprio quarto, que é de onde a criança faz o tema de casa, onde há milhões de motivos para se distrair longe dos cadernos.

 

Anúncios


O ensino remoto exige, tanto dos pais como dos professores, que se tenha criatividade para manter o aluno focado nos livros e cadernos.

 

Desta forma, é importante que todos se dediquem a encontrar na internet ou em sites de ensino alguma forma de trazer esta motivação extra às crianças.

 

Para quem está precisando desta mãozinha, o Serviço Social da Indústria (SESI) lançou mão de muitos recursos didáticos gratuitos que vêm em boa hora.

 

São mais de 17 mil recursos pedagógicos e digitais gratuitos. A plataforma educativa é um ambiente virtual de estudo, que tem, inclusive, jogos e conteúdos dinâmicos e interativos.

O conteúdo está acessível para qualquer pai, professor ou estudante do ensino fundamental e médio que tenha acesso a internet.

 

Se você está curioso e quer ver alguns exemplos, vamos citar apenas três neste post, mas já dão uma ideia do universo que você tem a sua disposição para te socorrer nesta hora difícil:

 

 

Tabela periódica

 

Se as aulas de química não são fáceis para os pequenos, lá no laboratório, imagina o terror que elas são para os pais, distante do círculo escolar há tantos anos.

Para entender química, a tabela periódica é a primeira ordem.

Por meio de vídeo e texto, através desta plataforma, o aluno conhecerá as características e a descrição de cada elemento, suas aplicações e curiosidades.

Tudo de uma forma interativa e instrutiva para entender os números atômicos e outros detalhes.

 

 

 

Simuladores

 

Imagine você que este portal tem 73 simuladores. Para que serve um simulador?

Lembra daqueles conteúdos que você nunca entendeu nada nas aulas de física, como prisma, refração e outras coisas abstratas?

Pois é, com um dos simuladores, o Curvando a Luz, você vai poder mostrar ao seu filho como tudo isso acontece “na prática”.

Sabe aquela perguntinha do filho sobre língua portuguesa que você não tem coragem de arriscar a resposta por tem medo de fazer seu filho passar vergonha?

Pois bem, há simuladores que “brincam” com o nosso português e ensinam os filhos (e até os pais, em alguns casos) a construção de palavras, para compreensão de fenômenos culturais e históricos .

 

 

No Planetário o sistema solar está em 3D

Se teu conhecimento sobre geografia é apenas a quantos quilômetros está da praia ou que Nova York fica nos EUA, fique tranquilo, também há uma opção nesta plataforma.

No Planetário é possível visualizar todo o sistema solar em 2D ou 3D. Dá pra ver a disposição dos planetas por tamanho, a velocidade de cada um e até a distância.

Este portal educativo do SESI é uma réplica (quase) fiel do sistema solar e todos os corpos celestes que sob seu domínio gravitacional.

E tem mais: para cada planeta, há uma descrição, imagens e informações, sem contar que está atualizado com descobertas recentes, coisa que não tinha no seu tempo de aluno.