buscando cartão
site seguro

Golpe No Centro De BH: Repórter Denuncia Crime De Estelionato Em Empresa E É Agredido

Empresa no centro de Belo Horizonte foi denunciada por enganar adolescentes oferecendo primeiro emprego, quando na verdade, eles vendiam cursos profissionalizantes que custavam de 300 a 1000 reais

Atualizado em fevereiro 21, 2020 | Autor: Michelle
Golpe No Centro De BH: Repórter Denuncia Crime De Estelionato Em Empresa E É Agredido

Uma empresa situada no centro de Belo Horizonte foi denunciada à Polícia Civil por aplicar golpes de estelionato na população da capital e da região metropolitana. Divulgada pelo repórter Ben Mendes, do Portal BTM, que fez uma reportagem flagrando os crimes no local, a denúncia dizia que o grupo possuía uma lista de cadastro com o nome e telefone de vários adolescentes e ligava para eles oferecendo um emprego como jovem aprendiz. 

Ao chegar na empresa, que se localiza na Rua dos Caetés, centro de BH, a família do menor de idade era avisada que, para que o adolescente conseguisse o emprego, era necessário que ele pagasse por um curso que seria feito em dois tempos: metade em meia hora durante o horário de trabalho e a outra metade seria feita virtualmente, em casa. 

Anúncios


Os preços variavam de cliente para cliente. Segundo a reportagem, os clientes pagavam de 300 a 1000 reais pelos cursos, sem obter maiores informações sobre o emprego oferecido. Além disso, muitos realizavam o pagamento antes mesmo de assinar o contrato.

Durante a gravação da matéria, o repórter e o cinegrafista foram agredidos verbalmente e fisicamente, sendo expulsos do local por funcionários da empresa. Após o ato, Mendes solicitou que uma das vítimas do grupo chamasse a Polícia Militar, dando voz de prisão aos agressores e supostos estelionatários. 

Anúncios


Com o depoimento de várias vítimas e após o registro da ocorrência na 6ª Companhia do 1º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais, os oito funcionários envolvidos foram conduzidos à Primeira Delegacia de Polícia Civil no bairro Floresta e irão responder pelo crime de estelionato. 

Um jornalista pode dar voz de prisão? 

Durante a gravação da reportagem, o cinegrafista foi agredido por estar filmando os funcionários da empresa e é possível observar o repórter dando voz de prisão aos agressores, ressaltando que todos iriam para a delegacia. Mas isso é possível? 

É sim. Segundo o artigo 301 do Código Penal Brasileiro, qualquer cidadão tem o poder de anunciar prisão de uma pessoa que cometa algum flagrante delito. Além disso, não é necessária a presença de uma autoridade policial ou judicial no momento do flagrante, bastando apenas o anúncio.

Anúncios


Foto: Reprodução/Facebook/@Betinense – Portal BTN