Aos domingos, fazemos um resumo com as principais notícias postadas aqui durante a semana.

Com o nosso resumo, você tem um panorama geral dos principais acontecimentos e fica bem informado.

Cédula de R$ 200 pode sair de circulação

A Defensoria Pública da União entrou com uma ação na justiça contra o Banco Central. A ação, assinada pela Defensoria Pública do Distrito Federal juntamente com a Organização Nacional de Cegos do Brasil, tem como objetivo fazer com que o BC suspenda a impressão e retire as cédulas de R$ 200 de circulação.

O motivo da ação está nas dimensões e formato da nota de R$ 200. Suas medidas são idênticas à da nota de R$ 20, o que impossibilita a identificação das notas por deficientes visuais.

Para saber mais sobre a ação, leia a matéria completa. Acesse-a clicando aqui.

Medo do desemprego diminui em setembro

Mesmo em meio a pandemia, a pesquisa realizada pela Conferência Nacional da Industria (CNI) mostrou que as pessoas estão com menos medo de perderem o emprego.

De acordo com a pesquisa, o índice que mede o medo do desemprego da população atingiu 55 pontos no mês de setembro.

O número obtido é menor que o de setembro do ano passado, quando o índice marcou 56,1 pontos.

Quer saber mais sobre a pesquisa? Clique aqui e leia a matéria completa.

33,7 milhões de chaves PIX já foram cadastradas, segundo Banco Central

O Banco Central anunciou na última quarta, 14 de outubro, que 33,7 milhões de chaves Pix foram cadastradas desde o início do cadastramento, no dia 5 de outubro.

As fintechs lideram o número de chaves cadastradas, superando até mesmo os bancos mais tradicionais do país.

Anúncios


O Nubank foi a instituição com o maior número de chaves cadastradas, 8.086.037. Já o Bradesco, foi o banco com o maior número de chaves registradas, com 3.710.035 de chaves.

Quer saber quais são as outras instituições ou quer saber mais sobre o Pix? Clique aqui e leia a matéria na íntegra.

Desemprego atinge 14 milhões de brasileiros

O IBGE divulgou os últimos dados recolhidos através do levantamento feito pela PNAD COVID 19, a pesquisa responsável por colher dados referentes à pandemia.

Os dados divulgados foram coletados na última semana de setembro, e revelaram que o número de desempregados no país atingiu os 14 milhões, o que é considerado uma estabilidade, se comparado aos dados da semana anterior, 13,3 milhões.

Sendo assim, a taxa de desocupação atingiu os 14,4%, sofrendo um aumento de 0,7%.

Para saber mais, leia a notícia completa clicando aqui.