Após uma avalanche de produtos industrializados que tomou conta da rotina alimentar de todos os povos do mundo, a população adoeceu e a obesidade tem avançado cada dia mais. Com isso vários cientistas e pesquisadores começaram a desenvolver estudos com alguns alimentos naturais e pouco processados, para descobrir sua cadeia de nutrientes e conhecer seus benefícios.

Quais nutrientes caracterizam um super alimento?

Para ser identificado como um superalimento, é preciso que eles contenham pelo menos esses 6 nutrientes:

Fibras – atuam no sistema digestivo e limpam o organismo.

Vitaminas A, C, D, E, K e complexo B – não é necessário a existência de todas essas num só alimento.

Magnésio – é um mineral essencial para manutenção de massa corporal, diminui os níveis de açúcar no sangue, e regula diversos hormônios.

Cálcio – agente mineral importantíssimo para o tecido ósseo, ajuda no desenvolvimento do crescimento estrutural de crianças, e combate a osteoporose.

Proteína – é uma fonte de aminoácidos essenciais, que são responsáveis pela regeneração das células que compõem os músculos e os órgãos. É um nutriente indispensável para a imunidade.

Potássio – é um mineral fundamental para o funcionamento do coração, e controle da pressão arterial. Ajuda na recomposição da massa muscular.

Lista de super alimentos

Agrião – é rico em vitamina B9, ajuda a formar e regenerar tecidos da pele. É incluído na dieta das grávidas para ajudar na boa formação dos bebês. Possui ainda vitamina A, C e K, contém fibras, cálcio e potássio.

Beterraba – essa raiz possui uma grande quantidade de nutrientes, contém as principais vitaminas e minerais que a classificam como superalimento, e ainda ferro e iodo. A beterraba é usada no combate a anemia, aumenta a potência de praticantes de atividade física, melhora o funcionamento do intestino, e o iodo presente em sua composição ajuda a regular hormônios produzidos na glândula tireoide.

Couve-chinesa – é da mesma família da couve-flor, e do brócolis, possui uma grande quantidade de vitamina B9, vitamina A e C, além de cálcio. Aumenta a imunidade, regula o funcionamento do intestino, reduz o colesterol e age na prevenção do câncer, pois na sua composição são encontrados polifenois, um antioxidante que age no metabolismo celular.

Anúncios


Spirulina – é conhecida como uma alga de água doce, encontrada em cápsulas ou em pó para o preparo de vitaminas e outras bebidas. Uma fonte riquíssima de nutrientes, é um alimento completo que reduz o colesterol, combate doenças cardiovasculares, auxilia na perda de peso e reduz a glicose no sangue.

Espinafre – rico em vitaminas, ácido fólico (B6), minerais essenciais e alto poder antioxidante, o espinafre combate a prisão de ventre, previne doenças cardiovasculares, é rico em proteínas por isso é indicado na dieta de atletas, previne catarata, controla a hipertensão e combate o envelhecimento precoce.

Morango e frutas vermelhas – são antioxidantes por isso combatem o envelhecimento precoce, ajudam a reduzir o peso e a gordura no sangue, são bons para o funcionamento digestivo. A quantidade de vitaminas que eles possuem, atuam na imunidade.

Laranja – muito mais do que só uma fonte de vitamina C, a laranja entra na lista dos super alimentos, por possuir fibras, flavonoides e antioxidantes. O consumo da laranja melhora a aparência da pele, reduz o colesterol ruim LDL, previne pedras nos rins, e diminui os riscos de desenvolver atrite e outras inflamações das articulações.

Além desses, existem mais 40 variedades de frutas e vegetais, que entram pra lista de super alimentos  e devem ser consumidos com regularidade  para equilibrar as funções orgânicas do nosso corpo. É importante lembrar que o consumo desses vegetais para se tornarem realmente efetivos precisa ser o mais natural possível, o cozimento e a adição de açúcar e sal nas receitas comprometem esses benefícios.