Tudo feito com poucos cliques e muita rapidez. E direto pelo celular.

Não é a toa que os bancos digitais têm sido uma alternativa para quem sempre quis fugir das burocracias dos ‘bancões’, as instituições tradicionais.

Usando a tecnologia, estes bancos acabam deixando que o cliente tenha maior controle da vida financeira.

Conhecidos também como fintechs, grande parte dos bancos digitais oferece abertura de conta corrente sem taxa e cartão de crédito sem anuidade.

Se você é daqueles que ainda acredita que as fintechs não inspiram confiança, saiba que são instituições regularizadas pelo Banco Central.

Os bancos digitais são protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito, que garante cobertura para que as contas digitais tenham a mesma proteção oferecida por um banco tradicional.

Uma das principais vantagens da conta digital é que não é necessário se deslocar até uma agência bancária nem para abrir, nem para cadastrar conta ou sacar dinheiro.

Até porque não existe sede física para atender clientes, por isso, as fintechs oferecem tudo pelo próprio celular.

Com a expansão das contas digitais, até mesmo alguns bancos tradicionais começaram a oferecer serviço equivalente, como o Bradesco, que lançou o banco Next.

Há outros exemplos, como o PagBank que é do PagSeguro; o Mercado Pago que pertence ao Mercado Livre e, por fim, do AgiBank, que pertence a Agiplan.

Confira na lista a seguir o Top 5 dos bancos digitais no Brasil. E se você chegar até o fim do post, temos um bônus para ajudar você a se decidir:

Anúncios


 

  1. Banco Inter: um dos primeiros

Um dos primeiros bancos digitais brasileiros, o Banco Inter ajudou a popularizar este conceito no país desde 2014.

A instituição está listada na Bolsa de Valores, não cobra taxas para abertura de conta corrente nem para serviços básico ou transferências.

O Banco Inter oferece cartão de crédito sem anuidade e ainda com direito a cashback, permite integrar a conta ao Bitcoin.

 

  1. Nubank: o “roxinho” que conquistou o Brasil

O segundo da lista não poderia ser outro senão “aquele do cartão roxinho”.

O Nubank conquistou clientes ao oferecer uma plataforma simples e intuitiva.

Ele é um dos mais importantes bancos digitais porque foi um dos primeiros que surgiu  e se popularizou.

Ficou famoso por oferecer o cartão de crédito “roxinho” sem anuidade e permitindo pagamento por aproximação, ainda com programa em troca de benefícios, o Rewards.

 

  1. Next é a aposta do Bradesco

O Next é uma instituição financeira que atua de forma independente, apesar de ser a alternativa do Bradesco para concorrer com os bancos digitais desde 2017.

O Next oferece serviços gratuitos, seja de conta digital ou de saque nos caixas do Banco24Horas, semelhante aos bancos tradicionais.

Aliás, seu diferencial são os serviços semelhantes aos dos bancos tradicionais. Com isso, ele oferece empréstimos, antecipação de 13º salário e crédito parcelado.

 

  1. C6 Bank oferece até conta internacional

O terceiro banco deste Top 5 é o C6 Bank, um dos que tem o pacote de serviços mais completo, inclusive contas internacionais em dólar, sem taxa.

A fintech fornece uma tag de pedágio gratuita para os clientes e um amplo programa de troca de pontos.

 

  1. Neon

O Neon foi criado em 2015, pela Controly, startup de cartões de crédito pré-pagos, que lançou sua conta digital em 2016.

Em parceria com o Banco Votorantim, a fintech emite cartões de crédito, de débito e pré-pagos.

Para criar a conta no banco, você precisa depositar R$ 100,00, mas o Neon não cobra nenhuma mensalidade.

 

Mais cinco fintechs para você pesquisar

Como a lista de bancos digitais é grande no Brasil, além do Top 5 que apresentamos neste post, vamos trazer mais um pequeno bônus apresentando mais 5 fintechs.

Em comum, todas elas têm facilidade de acesso das contas digitais, permitindo maior controle financeiro a apenas um toque no botão do celular.

Banco Original: A conta digital foi criada em 2016 e é a única da lista que cobra uma mensalidade de R$ 12,90 por mês durante o primeiro ano. Seus cartões realizam pagamento por aproximação.

Mercado Pago: Criado pelo Mercado Livre, é uma plataforma de pagamentos que exerce a função de banco digital, oferecendo, inclusive, cartões de crédito internacionais.

PagBank: Semelhante ao Mercado Pago, o PagBank está relacionado às máquinas de crédito e de débito do PagSeguro, mas atua como uma conta digital sem taxas e cartões com pagamento por aproximação e QR Code.

Agibank: é um banco digital um pouco diferente, tem pontos físicos, a abertura de conta só é feita mediante aprovação, mas cobra taxas. Por outro lado, oferece opções de empréstimos por QR Code.

N26: O primeiro banco digital europeu a conseguir autorização para operar no Brasil pelo Bacen. É uma fintech alemã, futuro concorrente direto do Nubank, pois oferece conta digital sem taxas e cartões sem anuidade.