O sonho da casa própria!

Não é preciso dizer mais nada. O brasileiro quer um cantinho para chamar de seu.

Este sonho é visto por muitos como uma conquista que vai além do conforto.

É o que define uma pessoa de sucesso.

Se bem que nos últimos anos, esta opção deixou de ser uma verdade absoluta.

Isso porque gurus da área das finanças e suas fórmulas mágicas mostraram que seria mais rentável usar o dinheiro para investir e continuar morando de aluguel.

Mas comprar uma casa ainda representa segurança financeira.

E, na maioria dos casos, está associada à construção de uma família.

É aquela máxima, “quem casa, quer casa”.

Mas, afinal de contas, vale a pena financiar um imóvel?

A que custo vale a pena fazer o que manda a tradição? Ou o que defende aquele seu tio avô que nasceu no século passado?

Anúncios


É o que você vai conferir neste post.

Com o aumento da Selic, vamos apresentar algumas informações para te ajudar nesta tomada de decisão.

 

Entenda por que ter um imóvel está em alta conta no Brasil

Ter uma casa ou um apartamento é sinônimo de estabilidade no Brasil.

É sinônimo de sucesso, de ser bem-sucedido, dependendo do valor do imóvel.

Mas nem sempre comprar a casa própria é fácil. E nem sempre é uma decisão acertada, ainda mais quando falamos em financiamento.

Por este motivo, é preciso fazer uma análise: vale a pena financiar?

Dependendo das condições de financiamento, quem compra um imóvel pode sair “no prejú”.

Há casos mostrados nos noticiários em que se chega a pagar um valor de 2 a 3 vezes maior por conta das taxas do financiamento.

É uma compra malfeita que arruína uma vida, que prejudica todos os sonhos familiares e financeiros.

Então, antes de qualquer atitude, o melhor é estudar, analisar o mercado financeiro, procurar boas ofertas de imóveis e boas ofertas de financiamentos.

A partir daí, não tem outra saída, é preciso colocar na ponta do lápis.

 

Saiba se vale a pena financiar com a Selic a 4,25%

Se vale a pena financiar com a Selic a 4,25%, não tem como a resposta ser bem objetiva. Não dá para dizer sim. Ou não. Vai depender de cada um.

Após um ciclo que levou os juros do crédito imobiliário às mínimas históricas, a taxa básica de juros, Selic, subiu pela terceira vez em 2021, indo de 2% a 4,25% ao ano.

Por enquanto, a média dos juros de financiamento imobiliário está abaixo de 7% ao ano.

Mas caso a Selic continue subindo e caso chegue a 6,25% até o fim do ano, os bancos tendem aumentar as taxas.

E aí o financiamento fica mais caro. Então, vale a pena aproveitar agora.

Mas veja bem: estamos dizendo que, entre financiar hoje e financiar no ano que vem, é melhor financiar hoje.

Mas, se vale ou não a pena financiar, como já falamos, é preciso analisar bem e pesar todas as variantes.

 

Entenda o que acontece quando há aumento nas taxas, com a Selic

 

No mercado financeiro, toda vez que houver aumento nas taxas de financiamento, o custo do crédito no longo prazo será mais pesado.

Mesmo que este aumento na taxa agora seja pequeno, não tem como fugir, as parcelas vão ficar mais salgadas.

Isso joga por terra o poder de compra do consumidor.

E isso faz o que? Reduz o valor ou pelo menos faz com que o valor dos imóveis pare de aumentar.

 

Veja se ainda vale a pena financiar

 

Se você está decidido a comprar um imóvel, mesmo que financiado, a janela de oportunidade está se fechando.

É melhor correr para aproveitar as oportunidades, não só de imóveis, como de financiamentos e taxas.

Aliás, é isso que o brasileiro fez este ano.

De janeiro a abril de 2021, já foram quase R$ 60 bilhões em financiamentos.

Este valor chega a quase metade dos R$ 124 bilhões financiados em 2020.

Isso é fruto do déficit habitacional que temos no Brasil e também da boa poupança que muitos fizeram na pandemia.

Outro motivo da grande busca por financiamentos foram os juros mais baixos.

Sim, financiar um imóvel com a Selic a 2% como estava ficou mais barato do que financiar um imóvel há 8 ou 10 anos atrás.

Partindo deste princípio e analisando que a valorização imobiliária vai ser positiva, visto que os preços não cresceram tanto após o boom imobiliário em 2014, a resposta é uma só.

Se a perspectiva se confirmar, pode ser um bom negócio financiar. Dependendo, é claro, das taxas, do prazo e das condições.

 

Saiba quando vale a pena financiar

Por fim, um resuminho de quando vale ou não financiar, independente das taxas de juros.

Veja algumas dicas de quando vale a pena você fazer um financiamento:

  • Vale a pena quando você tem juros baixos
  • Vale financiar quando o valor do imóvel estiver abaixo do mercado
  • Vale muito a pena quando há perspectiva de valorização imobiliária
  • É vantagem financiar quando o prazo do financiamento não for longo

 

Veja quando não vale a pena financiar um imóvel

Há muitas situações em que financiar o imóvel vale a pena, outras, nem tanto.

Como já falamos, é preciso estudar, pesquisar e analisar bem a situação.

Mas, de antemão, já podemos te adiantar quando é que não vale a pena optar pelo financiamento.

Confira alguns motivos para você fugir do financiamento:

  • Não é vantagem quando a taxa de juros estiver alta
  • Não vale a pena quando o valor do imóvel estiver caro
  • Não vale a pena quando a perspectiva de valorização do imóvel for baixar
  • Não vale a pena quando você não tem uma boa entrada
  • E a lição mais básica de todas: não financie se não puder pagar as parcelas