O Whey é uma proteína extraída do soro leite, que passa por um processo de ionização para retirar, toda a gordura e a lactose, sobrando apenas a proteína, por isso é conhecido como proteína isolada do leite, tendo ainda mais duas diferenciações:

Whey hidrolisado– que é quando, a proteína passa por um processo de pré-digestão, potencializando a absorção do whey no organismo.

Whey concentrado– nesse caso o Whey permanece com alguma concentração de gordura e lactose, a absorção nesse caso, é bem mais lenta que do Whey isolado, e do hidrolisado.

Por que tomar Whey?

Para entender melhor as vantagens de se tomar Whey, precisamos saber como funciona a ação da proteína na regeneração e ganho de massa muscular.

Para a hipertrofia acontecer, o músculo estimulado fica lesionado, cheio de fissuras, a reparação e crescimento das cicatrizes dessas fissuras é feita somente com descanso e o consumo de proteínas, caso contrário, a musculatura não se desenvolve e ainda perde espaço no gasto calórico durante a próxima atividade intensa de treinos.

No Whey a quantidade concentrada de proteínas, os processos de ionização e hidrólise que são submetidos, fazem com que o organismo absorva muito mais rápido do que quando consumimos proteínas nos alimentos. Por esse motivo, o uso do suplemento é tão popular para os praticantes de musculação que desejam obter resultados rápidos.

Uma vantagem que poucos sabem é que, é possível perder peso tomando Whey, na verdade na composição dos shakes emagrecedores encontrados em lojas de suplementos, a proteína isolada do leite é um dos ingredientes desses shakes, mas a formulação e a adição de outras vitaminas e substancias acabam mudando a forma como ele é colocado à venda. Para dietas de emagrecimento o ideal é usar um Whey puro, que pode ter sabor, mas dê preferência ao isolado. Substitua 2 refeições que podem ser, café da manhã e jantar. O potencializador será a atividade física, mesmo que seja apenas uma caminhada.

Quais seriam então as desvantagens?

O problema com consumo do Whey, são as misturas que existem na composição dos produtos à venda no mercado, e a quantidade de vezes que ele é consumido num dia.

Algumas misturas com sabores são mais baratas, pois possuem o malto na composição, um carboidrato de alta absorção que dependendo do organismo e da saúde de quem consome, pode fazer o inverso, engordar ou alterar as produções de insulina no corpo.

O outro problema é para as pessoas que são intolerantes a lactose, por ser uma proteína derivada do leite, podem acontecer desconforto e mal estar, pra esses casos, o menos prejudicial seria o Whey puro isolado.

A quantidade de proteína também precisa ser observada. Os produtos com sabores, tendem a ser consumidos com maior frequência, algumas pessoas tomam até 3 copos de Whey protein por dia, e o excesso desse nutriente sobrecarrega o fígado e os rins, causando muitos problemas de saúde. Pra quem já tem uma pré-disposição com casos na família, ou tem histórico de doença hepática e renal, deve tomar com cautela, e optar pelo concentrado que tem uma absorção bem mais gradual, ou suplementar o treino com outros tipos de proteína animal. Para todas as pessoas mesmo não existindo um risco prévio dessas doenças, o máximo sugerido é tomar 2 vezes ao dia o Whey.

Anúncios


O produto é muito procurado principalmente pelo público masculino que deseja esculpir o corpo a partir da musculatura, mas é importante ter em mente que ele foi desenvolvido para suplementação e recuperação de atletas de alto nível de desgaste, é necessário se informar sobre cada tipo de Whey no mercado e adequar a sua realidade, para que o objetivo possa ser alcançado, e evitar os problemas a saúde.