Está cada vez mais em alta o conceito smart city. As cidades inteligentes são as que usam da tecnologia para automatizar a gestão de serviços urbanos.

As cidades usam esta automação para manter seu desenvolvimento econômico, melhorando a qualidade de vida da população, sem esquecer do lado sustentável.

Sem esquecer a redução do custo de vida para sua população.

As cidades inteligentes são mais sustentáveis, que focam os esforços nas áreas principais, como mobilidade, pessoas, governança, meio ambiente e qualidade de vida.

Gostou do assunto? Quer ver se a cidade onde você mora adotou ou não conceitos de cidade inteligente?

Confira este post e tire suas próprias conclusões. Aqui também vamos citar qual a cidade destaque do país neste conceito entre cidades inteligentes, e que é reconhecida mundialmente. Quer arriscar qual é?

 

Saiba quais são as cidades mais inovadoras do mundo

Se te restou ainda alguma dúvida sobre as cidades inteligentes, saiba que são aquelas que se destacam principalmente pela aplicação da tecnologia na infraestrutura para a melhoria da qualidade de vida nos grandes centros urbanos.

Se você acha este assunto interessante, mas acredita que só falamos de teoria até agora, vamos aos exemplos práticos.

Vamos citar três das cidades consideradas mais inteligentes do planeta, que são Londres, Amsterdã e Tóquio.

Nova York também aparece na lista, assim como a brasileira, Curitiba.

Anúncios


 

 

 

Curitiba tem reconhecimento internacional como smart city

 

Pela terceira vez consecutiva, Curitiba foi eleita uma das 21 comunidades mais inteligentes do mundo.

Os dados são do Intelligent Community Forum (ICF), que elabora um ranking levando em conta fatores como governança e prosperidade econômica, saúde social e riqueza cultural.

A capital paranaense é a única da América Latina na lista e aparece ao lado de cidades como Belfast (Irlanda do Norte), Filadélfia (EUA) e Moscou (Rússia).

 

Entenda o que faz a capital paranaense integrar o Smart21

 

Entenda por que Curitiba está entre as cidades mais inteligentes do mundo.

Muito antes do surgimento das chamadas smart cities, Curitiba já trilhava o caminho da inovação, exportando conceitos de urbanismo para o mundo.

A capital conta com um ecossistema propício para testar e validar soluções, para difundir ideias inovadoras.

Esta inclusão no ranking reflete a persistência da cidade, mesmo durante a pandemia, em construir uma economia sustentável, voltada para o social, e que seja eficiente para as atuais e novas gerações.

Outro motivo que faz com que Curitiba esteja neste ranking e seja referência para o país e para o mundo, é que sempre trilha o caminho da inovação.

A capital do Paraná continua criando este ambiente, incentivando a criação de oportunidades para mentes inovadoras, somadas ao espírito empreendedor de alguns pioneiros desta nova geração.

 

Saiba como gestores podem ser ajudados neste conceito

O Brasil vem se desenvolvendo bastante neste conceito, tanto que foi criado até uma certificação nacional.

O Parque Tecnológico São José dos Campos desenvolveu esta certificação para cidades inteligentes, resilientes e sustentáveis, que é uma iniciativa inédita no país.

A ação foi desenvolvida em parceria com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e com a Prefeitura local.

Se as cidades necessitam de indicadores padronizados, para poder mensurar seu desempenho, eis a certificação que dá o norte do que fazer e qual direção seguir.

Através deste processo de certificação, os gestores públicos poderão ter acesso a dados padronizados e auditados que podem ser usados para pautar sua gestão.

Assim, fica mais fácil tomar decisões de investimento e de planejamento. Ficará mais fácil perseguir e se tornar um conceito de smart city.

Esta certificação nacional servirá como um mapa de diretrizes para que a administração pública saiba o que fazer e como planejar para se tornar cidade inteligente.

Tendo este mapa em mãos, esta certificação aponta o caminho para explorar soluções inteligentes, modernas e ambientalmente sustentáveis.

É interessante que esta certificação nasce no Parque Tecnológico São José dos Campos, criado em 2006, um dos maiores complexos de inovação do país, com mais de 152 empresas e 15 institutos de tecnologia e pesquisa.

Saiba qual a importância de uma certificação nacional para cidades inteligentes

Se o nosso país tem 5.570 municípios e uma população estimada de 211 milhões de habitantes, você imagina a quantidade de pessoas e órgãos públicos que precisam de condições básicas para se desenvolver do jeito certo.

Estas cidades precisam de um norte, de indicadores para mensurar seu desempenho de forma padronizada.

Desta forma, pode garantir qualidade de vida e sustentabilidade na implantação de políticas, programas e projetos.

 

Entenda como esta certificação poderá ajudar as administrações públicas

O conceito de cidades inteligentes é relativamente novo e, por isso, há muita discussão sobre o desenvolvimento sustentável.

É importante que indicadores como governança, administração pública, planejamento urbano, meio ambiente e economia sejam inseridos nesta certificação. E não só isso, também segurança, saúde e educação, que precisam dar uma resposta às demandas sociais e econômicas.

Como meta, o processo de certificação pode ajudar as cidades a atrair investimentos e impulsionar o desenvolvimento econômico.

Pode também agir na questão sustentável e medir a gestão de desempenho de serviços além da qualidade de vida ao longo do tempo.

Entenda por que a ABNT é parte do processo de certificação

Desde 1940, a ABNT Certificadora tem atuação marcante nas Américas, Europa e Ásia, realizando auditorias em mais de 30 países.

A ABNT, aquela da norma que você aprendeu na escola, é uma associação civil sem fins lucrativos, é membro fundador do ISSO, International Organization for Standarlization.

Com base nisso, é uma entidade que tem credibilidade para realizar certificações em todo o território nacional.