Otimize os seus gastos: planeje o seu orçamento familiar e comece 2022 com o pé direito!
Chega de ficar endividado todo mês! É a hora de botar os pés no chão e se organizar.
Fique de olho nos seus gastos e aprenda a otimizar o seu dinheiro! Se organize e aplique no que realmente é necessário. Orçamento familiar é importante e você também pode fazer o seu!
Nós sabemos que guardar dinheiro é tarefa de poucos, nem sempre é fácil. Economizar pode parecer um grande desafio para muitas pessoas, principalmente para quem precisa sustentar uma família.
Mas como deixar as dívidas para trás e começar o ano no azul? A resposta é simples, amigo: com um orçamento. Organização é a chave, e por isso, nós vamos te ajudar.
Continue lendo e confira algumas dicas de ouro que farão toda a diferença para o seu bolso. São algumas pequenas mudanças, aplicando algumas técnicas que vão fazer a arte de economizar se tornar algo simples.

O que é orçamento familiar?

Você com certeza já olhou a sua fatura do mês e pensou: “como é que eu gastei todo esse dinheiro?” Ou pior: já esqueceu de pagar alguma prestação de um produto importante, ou da mensalidade da escola.
Nesse caso, o problema é a falta de organização. Mas tem um jeito bem simples de resolver isso e não deixar nenhuma despesa ficar em débito: o orçamento familiar.
Esse simples exercício é capaz de planejar o futuro da sua família com segurança e estabilidade. Também permite que você visualize como o seu dinheiro está sendo gasto e como você pode otimizar tudo isso.

E como fazer um orçamento familiar?

Como já dissemos, não é difícil. É um simples exercício que pode ajudar (e muito) no controle das despesas da sua casa.
O orçamento familiar é essencial para você saber tudo o que entra e o que sai, financeiramente, do seu ambiente familiar.
Antes de tudo, você precisa ter em mente quais são as receitas e as despesas
Quando falamos sobre finanças, nós não podemos dar um tiro no escuro. É preciso saber exatamente com o que estamos lidando, certo? Para começar, você vai precisar de um tempinho livre para refletir sobre alguns pontos.
Primeiro, respire fundo e faça algumas perguntas que só você pode responder: qual a renda familiar, quanto é gasto, quais são as despesas médias, quais são os maiores custos fixos, qual é a dívida… fatores importantes para calcular.
Coloque tudo na ponta do lápis
Ganhos: salário, renda extra, rendimentos de aplicações, pensões, etc.
Gastos: mensalidades, alimento, aluguéis, etc.

Fique sempre de olho

– Monitore os seus gastos semanais/mensais, economize dinheiro! Se você gasta mais do que recebe mensalmente, é por isso que você quer se organizar, não é mesmo? Por isso, é importante saber quanto você gasta mensalmente com contas fixas e o que pode cortar de despesas.
Aplicativos de bancos ou até mesmo de finanças podem ajudar com isso, como o Mobilis, por exemplo.
– Gaste menos do que ganha. Para conseguir guardar esse dinheiro extra, é importante gastar menos do que você recebe. Dessa forma, você não terá grandes dívidas, conseguirá pagar as que tiver e ainda, de quebra, poderá criar uma reserva. Uma dica importantíssima é não fazer compras por impulso, seja de bens duráveis ou alimentícios. Seja consciente e pé no chão!

Tenha um planejamento financeiro

Seguindo os passos acima, fazer um planejamento financeiro será muito mais fácil, já que você saberá quanto ganha, quanto pode gastar e quanto deve guardar. O que pode ajudar é sempre fazer uma lista de compras e conferir os extratos bancários, dessa forma você poderá monitorar o seu desempenho e saber se está no caminho certo!

Guarde dinheiro, se possível

Economizando, você poderá guardar um dinheirinho extra todo mês, e cada vez ir aumentando esse valor. Se em agosto você guardou R$ 5 reais, em setembro tente guardar R$ 10, e por aí vai…
Agora é com você! Bora começar 2022 com organização e planejamento? Boa sorte!